/v/ - Videojogos

Jogos tradicionais, retro ou modernos 🎲 🕹️ 🎮


Nova Resposta
Nome
×
Opção
Mensagem
Ficheiros Máx 4100MB total
Password
[Nova Resposta]


853c86887ac01d1ef392(...).webp
[Esconder] (246.6KB, 1800x900)
>mcq só queria um joguete tipo Against the Storm ou Farthest Frontier ou o Terra Invicta mas sem as "coisas más", quero apenas construir e gerir mas sem ter que lidar com ataques de tropas inimigas ou desastre naturais.
Ainda sou do tempo que este tipo de jogos tinha um modo Skirmish personalizavel onde dava para desligar a IA e deixar-me ter apenas umas horitas na Paz do Senhor com a minha aldeia glorificada a larpar de metrópole e apenas a começar a ter problemas depois do mapa todo ocupado e todos os recursos naturais explorados, como pedreiras e afins.
Agora parece que é tudo rogue like estamos sempre destinados a perder e recomeçar de novo.
Respostas: >>91
No jogo da tua pica do canto superior esquerdo, RimWorld, podes jogar no modo "pacifico" em que não há ataques das tribos inimigas mas continuas a construir relações e a ter missões com elas. Ainda tens um modo intermédio que se chama Community Building onde há ataques mas são muito nerfados para poderes construir a tua colónia em paz. Nunca vais morrer.
Respostas: >>92
>>89 (OP) 
Como assim? Tens ainda muito jogo desse tipo, tens cities skylines, furthest frontier, transport fever 2, wandering village, sweet transit, kingdoms reborn, timberborn e nebuchadnezzar, fodasse tirei isto só da minha lista de desejos do vapor de joguetes que queria ver/olhar melhor.
Tens também o Victoria 3 :)
Respostas: >>93 >>94 >>98
>>90
E podes ir alterando entre modos durante o jogo. Esqueci-me de mencionar.
>>91
>timberborn 
Este é bastante bom. Recomendo.
>>91
Sendo sincero, só li as descrições e vi uns gameplays dos que falei ainda. Adoro a estética do Against The Storm mas tudo o que leio dá a entender que a componente rogue é essencial, que estás sempre destinado a perder e recomeçar.
Respostas: >>95
>>94
Dos que estão em cima eu conheço bem o Rimworld e digo já que o componente de roguelike é algo muito passageiro, vais sentir isso no inicio porque estás a aprender o jogo e então vais ver os teus erros a dar fruto (mas tens sempre save/load ou debug mode para mitigar catástrofes) mas uma pessoa que quer fazer uma partida de rimworld vai meter 20 horas ou mais só numa colonia, depois tens sempre cenários novos para experimentar, como em biomas diferentes, ideologias diferentes (em DLC) e caminhos e formas de fazer economia também, o jogo é absolutamente fantástico no balanço entre todos os seus aspetos. Os 3 DLCs que lançaram são muito muito bons e multiplicam por 100 as formas de jogar, tens ainda depois uma comunidade de mods gigante mesmo que podes adicionar ainda mais conteúdo que muda drasticamente isso.

O Rimworld é para mim o rei dos colony sims e o 'gold standard' de um titulo que realmente executa todos os seus aspetos bem, alias já tens até jogos que se tentam inspirar demasiado nele tal é o sucesso do jogo é impossível qualquer game dev nessa area não conhecer o jogo. Se ainda não jogaste então joga esse primeiro
Respostas: >>96 >>97
>>95
Mas para responder melhor a pergunta. Não, o rimworld pode ser acabado, tens tipos diferentes de objetivos finais (são muito difíceis até) onde acabas o jogo com a tua colonia, mas podes jogar com a colonia até fartar, o jogo não te vai matar inevitavelmente como um rougelike. Não tens nada que está bloqueado porque não morreste vezes suficientes ou bonus por ter feito algo antes.
>>95
Isto, o jogo é muito bom. 
A minha colónia que acredita em comunismo nudista anda sempre às turras com os muçulmanos das burkas.
>>91
até que enfim que se falam de coisas em condições neste xan.
>nebuchadnezzar
se gostares de city builders clássicos estilo sierra, este é muito bom.
e a ambientação é espetacular.
[Nova Resposta]
9 respostas | 1 ficheiro
A ligar...
Denunciar/Moderar

Acões:

Captcha:

Onde estão os animais?
• Notícias • Regras • FAQ • Stream • Doar •

Todas as marcas registadas, direitos de autor, comentários e ficheiros neste site são propriedade e responsabilidade dos seus respectivos autores e proprietários. Só um louco levaria o que aqui é escrito a sério.