tudo b br int a c des fit pol t v meta

/pol/ - Política

Nome
Opção
Comentário
Ficheiro
Áudio Abrir gravador
  • Lê as Regras e o FAQ antes de participar.
  • Voltar  Arquivo 

    1584650850888.png  (421,14 KB, 680x896) ImgOps

    4e68ee /#/ 9714

    Quem tinha razão?

    Sorte: Vais conhecer um angolano

    63be5f /#/ 9716

    >>9714
    >95%
    Gosto destas percentagens arbitrárias atiradas para o ar sempre que alguém quer defender uma ideia sem bases. Diz muito acerca desse Merdolini, quem ele era como pessoa, político, e da sua raça tutti frutti.
    >logo a seguir chama o homossexual toxicodependente do monóculo para inventar uma raças espirituais, não fosse o povo mongrelizado das Italias senti-se inferior ao lado dos hiperboreanos loiros de olhos azuis e queixos firmes
    O que esperar de um jornalista que mudou de ideologia como se mudam as modas e que fingiu ferimentos para fugir das trincheiras?

    >onde o homem indo-ariano não se mistura, fica por cima de todos os outros inferiores

    Sim, tipo os judocas, excepto que judocas são maus e indo-arianos são bons.

    >2020

    >ser nacionalista
    >ser socialista
    >ser fascista
    Limões

    39e704 /#/ 9717

    quem perde guerras nunca tem razão
    cumpes

    5a4344 /#/ 9718

    >>9714
    Mussolini era um intelectual (cheio de ideias falhadas), Hitler era só um tipo zangado com tudo.

    0b0c25 /#/ 9720

    Bem, eu não li o main kampf todo. Mas basicamente era só "os memes são chulos (literalmetne) e se nos livrarmos deles e dos gajos que se deixam chular vamos ser uma nação melhor"

    ddef6a /#/ 9743

    >>9718
    Mussolini era tudo menos um intelectual.
    Subiu ao poder porque prometeu ao povo o que eles queriam (tal como Hitler) e depois de lá chegar, limpou o sebo a toda a gente que se opunha.
    Ele nunca precisou de grandes filosofias, eventualmente até deixou de se preocupar porque ninguém era parvo o suficiente para se revoltar.

    Já o senhor Hitler foi um puto mimado que viveu às custas da mãe enquanto tentava entrar num curso superior de arte, praticando pseudo-filosofia como part-time.
    Se ele subiu ao poder foi mais pelo degredo em que a Alemanha se encontrava, o desespero do seu povo que já estava por tudo e por causa dos comunistas que foram parvos o suficiente para usar violência contra o partido dele, solidificando a narrativa de "under dog".

    Tanto Hitler como Mussolini foram mais um produto das condições que o rodeavam do que por próprio mérito, tal como todos os ditadores tendem a ser.


    A questão original é irrelevante contudo porque a resposta é sempre utilitária. Hitler precisava de um grupo para unir os alemães contra, Mussolini só precisava de dizer "no me frego" e mandar matar mais uns poucos.
    Qualquer tentativa de atribuir e generalizar características a uma raça e julgar pessoas baseado nessas generalizações em vez de as usar directamente é uma admissão que não estás realmente interessado nessas características, só queres é criar um grupo para atacar e/ou prevenir que critiquem o teu grupo.

    0b0c25 /#/ 9745

    >>9743
    O hitler não viveu ás custas da mãe. Pó caralho.

    O hitler era um puto das ruas que flipou quando percebeu que todos os chulos de viena era j.udeus e todas as prostitutas cristãs. E como estavam em recessão havia excesso de prostituição, inclusive de menores.

    ddef6a /#/ 9746

    >>9745
    Vai ler sobre o tempo estudantil dele.
    Esteve num apartamento arrendado a receber dinheiro da mãe (a pensão dela) para poder pagar a renda e o estudo.
    Quando não estava a pintar, estava com amigos a criticar a sociedade em geral. Não era muito diferente dos hipsters e antifas que vês hoje, só tinha era alvos diferentes.

    >flipou quando percebeu que todos os chulos de viena era j.udeus e todas as prostitutas cristãs

    Tal como eu disse, foi um produto das condições que o rodeavam. Flipar ou não flipar não quer dizer nada se for o único. Foi porque gente suficiente também flipou ao ver mães a prostituir as próprias filhas e o lixo que a impressa deles era que lhe deu bastante apoio incialmnete.
    E foi quando os comunas locais decidiram usar violência para calar o partido dele que o resto da população se fartou e se juntou aos esforçoes dele.

    Se a Alemanha não estivesse no degredo que estava, se o raio dos comunas tivessem deixado o gajo bradar quanto queria, não tinha havido Nazis de todo, por mais que o Hitler flipasse.

    5a4344 /#/ 9749

    >>9743
    Mmmm não, o Mussolini era um intelectual, escrevia e era jornalista. Ele e outros intelectuais definiram o movimento fascista e a terceira alternativa, o corporativismo (em relação ao comunismo e ao capitalismo).
    Leu Marx (obviamente porque era socialista reciclado), Sorel e a partir dai destilou o fascismo.

    E Mussolini era uma inevitabilidade, tal como Salazar era uma inevitabilidade, porque a malta esquece-se sempre dos governos completamente disfuncionais que os antecederam e que se bem analisados tinha um nível igual ou mesmo superior em violência e arbitrariedades que as ditaduras que os substituíram, pelo menos em tempos de paz.

    Hitler é uma exceção, era um calão e um irresponsável e isso vê-se pela sua vida pessoal e pela maneira como administrava o seu tempo e o seu dinheiro. O Mein Kampf era um desgosto de se ler, parece um diário de um puto de 16 anos, só há queixinhas e invejas rodeado por uma ideologia mais mística que real. E Hitler subiu ao poder (um pouco como Mussolini) pela mão dos poderosos que achavam poder controla-lo.

    Ambos profundamente errados, mas Mussolini em termos intelectuais e de prática não é Hitler.

    ddef6a /#/ 9752

    >>9749
    >Mussolini era uma inevitabilidade, tal como Salazar era uma inevitabilidade, porque a malta esquece-se sempre dos governos completamente disfuncionais que os antecederam
    Esta é a parte que eu acho sempre mais fascinante porque é o que de facto cria o governo que os precede e que toda a gente se lembra mas aparentemente ninguém quer saber PORQUÊ que aconteceu.
    Se não fossem as condições em que esses dois senhores se encontravam, eles nunca teriam chegado à posição que tiveram, mas se eles não estivessem presentes, outros tomariam o seu lugar e acabam por fazer algo semelhante.

    >E Hitler subiu ao poder (um pouco como Mussolini) pela mão dos poderosos que achavam poder controla-lo.

    Sim, se me lembro bem ele nem estava muito interessado no partido a que se juntou, achou que eles eram um caminho viavél enquanto que eles achavam que ele poderia inspirar as massas e ser popular o suficiente para atrair eleitores. Os dois a usarem-se um ao outro até ao fim porque muita da estupidez que aconteceu foi também devido aos fanáticos que o rodearam, o que é esperado quando se elege um puto mimado que não sabe realmente governar um pais para fuhrer.



    Voltar[Resposta rápida]
    Apagar Comentário [ ]
    tudo b br int a c des fit pol t v meta