tudo b n int meta a c des fit pol t v ao br

/pol/ - Política

Nome
Opção
Comentário
Ficheiro
Embutir
  • Lê as Regras e o FAQ antes de participar.
  • Voltar  Arquivo 

    1573047788219.png  (1,45 MB, 1920x1412) ImgOps

     /#/ 5048

    vai mesmo ser o maior partido português?

     /#/ 5049

    O maior não digo, porque o Tuga tem sempre o trauma causado pelo Estado Novo. Mas acho que faz bem ter alguma presença do parlamento da oposição que realmente fale do que faltava ser falado

     /#/ 5050


    Guten tag
    Em 2033

     /#/ 5051

    Não, ele é o tipo de gajo que não sabe propor soluções ou liderar seja o que for, apenas sabe apontar problemas. Infelizmente a oposição no parlamento é irrisória por isso precisamos dum gajo como este. Só espero que não traga os fantasmas todos com ele, que normalmente não acordas a direita sem vir a esquerda de arrastão. Uma gaja como a Joacine é um dinamite pronto a explodir e trazer políticas de identidade importadas todas dos anglos, mas julgo que não vai ser ela que vai ser ela, talvez nas próximas legislativas.

     /#/ 5052

    >>5048
    Não, mas pode evoluir para um verdadeiro partido conservador (o CDS é uma porra que nem sabe o que é e ainda vive amedrontado com PREC e em assumir-se com direita ou pelo menos como não de esquerda).
    Depende do tipo de pessoas que conseguirem recrutar, se for só este, dilui-se em três tempos tipo aquela coisa do Marinho Pinto.

     /#/ 5058

    >>5049
    Tem?

    Muitos são retornados das ex colónias.

    Muitos têm saudades do antigamente.

    Muitos não sabem o que foi viver no estado novo.

    Cagar para isso.

    Maior não aposto, mas pelo menos do tamanho do Bloco e PCP, juntos, sim...

     /#/ 5059

    >>5051
    E que se foda isso.

    Política é uma questão de apontar problemas, prioridades, e de dar aos técnicos para resolver.

    Se começas a dizer como resolver, vêm logo os "engenheiros de obras feitas" dizer como é que é, e que não pode ser assim...

     /#/ 5060

    >>5059
    Quando digo resolver, não digo ele meter as mãos na massa e ser ele a cavar um buraco, óbvio que têm de ser os técnicos a implementar. Estou a dizer ele propor soluções legislativas que passem os patamares todos. E convém não esquecer que é tudo um jogo de compromissos, até podes ter excelentes ideias que tens sempre de:
    a) Convencer o teu partido
    b) Convencer a assembleia
    c) O executivo assinar

    Não são àguas fáceis de navegar.

     /#/ 5061

    1573123377547.jpg  (31,27 KB, 570x464) ImgOps

    O Chega por uma razão absurda ser pró Israel.
    Ter roubado votos ao PNR e ao CDS. Partidos cristãos nacionalistas.
    Como primeira medida querem diminuir o número de deputados sem sublinhar mudança no nosso sistema eleitoral de porcaria que já dificulta imenso a eleição de partidos pequenos. Notem que com 1/3 dos deputados vão ser precisos 3 vezes os votos para eleger 1.

    Se eu fosse oposição controlada e quisesse impedir que a oposição real surgisse era exactamente isto que faria.

    Eu votei neles, mas sabendo que poderiam ser oposição controlada financiada pelos globalistas ou uma manobra do PSD para roubar votos aos partidos pequenos.

     /#/ 5062

    1573124299214.jpg  (52,03 KB, 400x287) ImgOps

    Ah e para quem diz ser nacionalista: porque é não critica a lei que concede a todos os que dizem ser judeus com ascendência em Portugal OU Espanha direito à cidadania Portuguesa?
    Porque é que este processo está a ser co-avaliado por agências religiosas internacionais?
    Os luso descendentes apenas podem ser portugueses se tiverem um avô português, julgo. Mas os judeus podem-no porque tiveram cá alguém há 700 anos?
    Porque é que este processo não se aplica a outros grupos que foram expulsos de portugal? Muçulmanos, jesuítas, e outras minorias religiosas ou supostas heresias e exilados políticos.
    Ou a pessas que falem português e vivam nas antigas provincias?
    Até mesmo o PNR e os anti-sjw falam em valores "judaico-cristãos". São valores romano-cristãos caralho!
    Tou um bocado farto desta subjugação cultural, fdx.

    >na foto macaense super famoso do qual ninguém ouve falar, Leonel Barros

     /#/ 5064

    1573125858302.mp4  (536,71 KB, 640x360) ImgOps

    >>5061
    >O Chega por uma razão absurda ser pró Israel.
    >Ter roubado votos ao PNR e ao CDS. Partidos cristãos nacionalistas.

     /#/ 5065

    >>5064
    Eu acho e espero que eles simplesmente não sabem o que estão a dizer.

     /#/ 5066

    >>5061
    >>5062
    Tinha que vir o nazi cá do sítio. Junta-te ao NOS do Mário Machado.

     /#/ 5067

    Se esquecerem os slogans à la PNR e verem bem o que eles são por baixo da casca dão logo de caras com o IL lol.

     /#/ 5076

    1573152327668.jpeg  (125,16 KB, 801x928) ImgOps

    >>5066
    Plebe. O primeiro truque dos comunistas é fingir que representam a maioria. Vai enganar para outro lado.

     /#/ 5077

    >>5076
    Mas identificas-te ou não com o que o partido Nazi defendia?

     /#/ 5080

    >>5077
    Explica lá o que eles defendiam para ver se me identifico.

     /#/ 5081

    >>5080
    Posso-te citar o plano deles, que, sinceramente, pensei que conhecesses:
    (em partes porque limite de caracteres)
    >1. Exigimos a unificação de todos os alemães na Grande Alemanha com base no direito de auto-determinação dos povos.

    >2. Exigimos igualdade de direitos para o povo alemão em relação às outras nações; revogação dos tratados de paz de Versalhes e St. Germain.


    >3. Exigimos terra e território (colônias) para o sustento do nosso povo, e colonização para a nossa população excedente.


    >4. Apenas um membro da raça pode ser um cidadão. Um membro da raça só pode ser aquele que é de sangue alemão, sem consideração de credo. Consequentemente nenhum judeu pode ser um membro da raça.


    >5. Quem não tem a cidadania mas é capaz de viver na Alemanha apenas como convidado, e deve estar sob a autoridade de uma legislação para estrangeiros.


    >6. O direito de determinar as questões relativas a administração e direito pertence apenas ao cidadão. Por isso exigimos que todos os cargos públicos, de qualquer tipo que seja, se no Reich, condado ou município, deve ser preenchido apenas pelos cidadãos. Nós combater a economia parlamentar corruptora, apenas de acordo com as inclinações partidárias, sem consideração de caráter ou capacidade de retenção de escritório.


    >7. Exigimos que o Estado cobre primeiro com proporcionando e a oportunidade para a subsistência e o modo de vida para os cidadãos. Se é impossível sustentar a população total do Estado, os membros de nações estrangeiras (não-cidadãos) devem ser expulsos do Reich.


    >8. Tanto a imigração de não cidadãos devem ser prevenidos. Exigimos que todos os não-alemães, que imigraram para a Alemanha desde 2 de agosto de 1914, sejam forçados a deixar imediatamente o Reich.


    >9. Todos os cidadãos devem ter igualdade de direitos e obrigações.


    >10. A primeira obrigação de cada cidadão deve ser trabalhar tanto tanto em sentido espiritual e físico. A atividade dos indivíduos não é para neutralizar os interesses da universalidade, mas deve ter seu resultado no contexto do todo para o benefício de todos.


    >Consequentemente, exigimos:


    >11. A abolição de rendimentos não adquiridos (trabalho e emprego). Quebra da escravatura do aluguel.


    >12. Tendo em consideração o sacrifício monstruoso na propriedade e sangue que cada guerra as necessidades do povo para enriquecimento pessoal através de uma guerra deve ser designado como um crime contra o povo. Por isso exigimos o confisco total de todos os lucros de guerra.


    >13. Exigimos a nacionalização de todas as indústrias associadas (trusts).


    >14. Exigimos uma divisão dos lucros de todas as indústrias.

     /#/ 5082

    >>5081

    >15. Exigimos uma expansão em larga escala do bem-estar na velhice.


    >16. Exigimos a criação de uma classe média saudável e a sua conservação, comunalização imediata dos grandes depósitos e serem alugados a baixo custo para as pequenas empresas, a máxima consideração de todas as pequenas empresas em contratos com o Estado, condado ou município.


    >17. Exigimos uma reforma agrária adequada às nossas necessidades, a prestação de uma lei para a desapropriação de terras livres para fins de utilidade pública, a abolição dos impostos sobre a terra e a prevenção da todas as especulações de terra.


    >18. Exigimos luta sem consideração contra aqueles cuja atividade é prejudicial para o interesse geral. Criminosos nacionais comuns, usurários, Schieber e assim por diante devem ser punidos com a morte, sem consideração de confissão ou raça.


    >19. Exigimos a substituição de uma lei comum alemã no lugar do Direito Romano que serve a uma ordem mundial materialista.


    >20. O estado é o ser responsável por uma reconstrução fundamental de todo o nosso programa de educação nacional, para permitir que todos os capazes e industriosos alemães para obter o ensino superior e, posteriormente, introdução em posições de liderança. Os planos de ensino de todas as instituições de ensino estão em conformidade com as experiências da vida prática. A compreensão do conceito de Estado deve ser buscado pela escola [Staatsbuergerkunde], logo no início do conhecimento. Exigimos a educação às custas do Estado de crianças proeminentes intelectualmente dotadas de pais pobres, sem consideração de posição ou profissão.


    >21. O Estado é para cuidar da saúde dos idosos, protegendo a mãe e filho, proibindo o trabalho infantil, encorajamento a aptidão física, por meio do estabelecimento de uma obrigação legal de ginástica e desporto, o maior apoio de todas as organizações preocupadas com a instrução física dos jovens.


    >22. Exigimos a abolição das tropas mercenárias e a formação de um exército nacional.


    >23. Exigimos oposição legal as mentiras conhecidas e da sua promulgação através da imprensa. A fim de permitir a prestação de uma imprensa alemã, exigimos que: a. Todos os escritores e funcionários dos jornais em língua alemã sejam membros da raça: b. Jornais não-alemães sejam sujeitos à obrigação de autorização expressa do Estado para ser publicado. Que eles não podem ser impressos em língua alemã: c. Não-alemães são proibidos por lei de qualquer interesse financeiro em publicações alemãs, ou qualquer influência sobre eles, e como a punição para violações é de fechamento de tal publicação, bem como a expulsão imediata do Reich em causa de não-alemão. Publicações que são contra o bem geral devem ser proibidos. Exigimos processo legal dos formulários artísticos e literários que exercem uma influência destrutiva sobre a nossa vida nacional, bem como o encerramento de organizações que se opõem às exigências feitas acima.

     /#/ 5083

    >>5082
    >24. Exigimos a liberdade de religião para todas as denominações religiosas dentro do Estado, desde que não ponham em perigo a sua existência ou se opor aos sentidos morais da raça germânica. O Partido, como tal, defende o ponto de vista de um cristianismo positivo, sem se ligar confessionalmente a qualquer denominação. Combater o espírito judaico-materialista dentro e ao redor de nós, e estar convencido de que uma recuperação duradoura de nossa nação só pode ter sucesso a partir de dentro sobre o enquadramento: de utilidade comum precede a utilidade individual.

    >25. Para a execução de tudo isto, exigimos a formação de um poder central forte no Reich. Autoridade ilimitada no parlamento central sobre todo o Reich e as suas organizações em geral. A formação de câmaras estaduais e profissionais para a execução das leis feitas pelo Reich dentro dos vários estados da confederação. Os líderes do Partido prometem, se necessário com o sacrifício de suas próprias vidas, para apoiar através da execução dos pontos enunciados, sem consideração.

     /#/ 5084

    >>5083
    Onde é que está a parte em que a raça alemã é a linhagem directa civilização original com origens mais antigas que o hinduísmo e daí usarem o mesmo símbolo? E que são darwinisticamente superiores?
    Gosto bué quando pessoal ignorante reduz o nazismo a um movimento político. É um culto. Tal qual muitos outros, mas a maior parte não se alastra tanto.

    Eu reconheço a maior parte das sugestões daí das primeiras páginas do mein kampf.
    Dar autoridade absoluta a um gajo que diz ter a certeza absoluta do que diz, mas depois diz merdas sem sentido, como, que não se pode ser judeu em religião e alemão em raça? É o mesmo gajo que a seguir faz outro argumento falacioso para matar padres católicos na alemanha e em frança, porque os católicos votaram contra ele e os protestantes não. E é o mesmo gajo que te mata se o criticares mesmo que tenhas contribuído para a sua formação e promoção a líder. Ás vezes precisamente por isso e não apesar disso.

    Esta merda parece exactamente igual aos preceitos comunistas-nacionalistas da china. E é outro foder mental quando explicas a alguém que o socialismo, mesmo quando nacionalista (nazi) tem a mesma origem e efeitos que o comunismo, excepto que os alemães escravizaram e expropriaram milhões de pessoas e chamaram-se a si próprios ricos.

    O Adolfo estava enganado em tudo o que dizia? Não. Que um grupo de oligarcas e países estava injustamente a chupar a alemanha até ao tutano? Sim. Que os judeus e outros imigrantes são muitas vezes nepotistas até não poder mais, e que críticas contra o seu nepotismo são denominadas imediatamente de racismo? Sim. Exemplo, os fundadores do partido nazi eram médicos recem-formados alemães que não conseguiam ser colocados e estranhamente nenhum era judeu.

    Bora fechar os olhos a grupos que dizem sermos todos iguais enquanto agem e pensam ser melhores que os outros?
    Ou bora dizer que só as pessoas parecidas que dizemos ser da nossa raça são dignas de viver n no que dizemos ser a nossa terra?

    Chama-se um falso paradoxo. E é onde cais sempre quando segues a lógica anglo-saxónica.

    E perdes sempre.

     /#/ 5085

    >>5062
    Portanto. Novamente, eu quero ver o chega e os outros partidos a criticar a lei de retorno de judeus a protugal.

    Mas não podem porque parolos como tu vão chamá-los de nazis quando não sabem o que são nazis.

     /#/ 5096

    1573176210710.jpg  (78,24 KB, 1200x813) ImgOps

    >>5084
    Depois de ler >>5081, >>5082 e >>5083, cada vez me convenço mais que a merda Nazi é apenas o outro lado da moeda da bosta Comunista.

    É de uma demência mental substituir a imagem de Deus ao absolutismo do Homem Perfeito e de engenharia da sociedade concebida pelo iluminismo de intelectuais que impõem essas crenças sem qualquer consideração ou respeito pelo livre-arbítrio de indivíduos ou vontade da sociedade que nela existem.

    Uns toques ali, uns arranjinhos ali, faz de conta que é ligeiramente diferente mas a raiz desta podridão é igual.

     /#/ 5098


     /#/ 5101

    >>5060
    Cagar, ele apela para a maior fatia dos portugueses: os idiotas.

    Não precisa de mais para ganhar as eleições.

     /#/ 5102

    >>5101
    Não sei o que andas a fumar. Quem ganha as eleições, seja que eleição for irá ser sempre PS/PSD.

     /#/ 5103

    >>5096
    Foram criados a partir da mesma merda Marxista, portanto o resultado final vai ser sempre igual.
    Uns manipulam a inveja os outros o ódio e apresentam soluções miraculosas para resultados fantásticos.

    >resulta a sério!, só têm que nos dar o poder absoluto!

     /#/ 5106

    >>5084
    Anão tu estas a fazer uma suposição errada. Um judeu não se faz só da religião que segue. Os judeus são um povo disperso. Uma só raça.

    No tempo dos romanos houve a diaspora, desde ai eles têm vivido em comunidades espalhadas pelo mundo que apresentam preferencias por os membros do mesmo grupo. Dai os nazis acharem que este grupo era incompativel com a nova direccão de uma alemanha constituida por um povo alemão em raça.



    >nazismo um culto

    Só se for na tua cabeça. Claro que havia desacordos, lá por um acreditar nos ideais do nazismo não quer dizer que ia seguir tudo o que o hitler dizia ou concordaria com todas as suas politicas. Isso é que é um culto.

     /#/ 5107

    >>5048
    Para já estão a fazer tudo para que seja. Como já aconteceu noutros países.

    >Partidos do establishment, aka PS, com os mesmos hábitos de sempre, amiguismo e corrupção, manter pessoas incompetentes no governo.

    >Fazer um monstro de um partido que teve 1% dos votos e falar dele a toda a hora.
    >Política identitária que não resolve em nada os problemas das minorias e diz às maiorias que não têm nada de se queixar.
    >Difusão pela direita/extrema direita de fake news no Facebook.
    >Esquerda à esquerda do PS que concentra-se em merdas que não interessam em vez de falar de economia, dívida pública, direitos dos trabalhadores, ambiente, etc.

     /#/ 5109

    >>5096
    A diferença é que o nazismo era economicamente de treceira posição. Ou seja acreditava na propriedade privada e no lucro quando servia a nação.

    >livre-arbítrio

    Diz-me danone és livre?

     /#/ 5112

    >>5107
    Acrescentar a isso:
    >Sócrates nem a julgamento vai.
    Só isso é um jackpot para o Chega.

     /#/ 5116

    >>5106
    filho, eu estudei o nazismo através dum montão de documentários, e tive a oportunidade de ir 2 vezes a israel, e lá eu estudei o judaísmo. Há um porradão de judeus que de semitas não tẽm nada. Converteram-se quando havia uma princesa judia na commonwealth polónia-lituania e cenas parecidas.

    Os portugueses devem ser mais semíticos que esses gajos de nariz curvo. Se fores à arménia ou bulgaria, vais ver que o nariz curvo é na verdade algo da região do mar negro.
    E se fores a israel reconheces logo os judeus etiópios como uma raça diferente, quando são a linhagem directa sedentária mais antiga.
    E como religião é das mais fragmentadas, porque a sua religião dependia do templo, agora é à vontade do rabi e como deves imaginar cada rabi faz a sua coisa.

    O nazismo sim era um culto. Foi uma segunda revolução anti católica, desta vez mais radical que a protestante, e como não podiam dizer vir dos pagões saxónicos bárbaros que realmente eram, começaram a inventar mitologia, e ao mesmo tempo a ir copiar coisas dos outros, como simbologia oriental (a roda da vida, swastika) e romana (a aguia e outras coisas). A fazer malabarismos mentais tentado dissociar o império romano e o império sacro romano, do cristianismo, e a passar ao lado da guerra dos 30 anos e coisas assim.

    O problema dos judeus na alemanha estava na diferença entre o judaísmo e o cristianismo. Um é universal o outro não. No judaísmo basta seres bom para quem te é próximo para seres boa pessoa. No cristianismo não. Antigo versus novo testamento.
    Logo religiões universalistas são como presa fácil para culturas egoístas. Especialmente em zonas protestantes onde não há centralidade nem cultura anciã para educar. E isto não tem nada de racial.

    >>5109
    O comunismo acredita também em tudo desde que o partido continue a ser o único existente ou super dominante. Exemplo o lenine permitiu montes de coisas capitalistas e os chineses idem.
    Podias dizer que o comunismo é internacionalista, mas estaria errado porque acabou toda a gente a falar russo na união soviética e líderes de países afiliados e serviu para concretizar os sonhos imperialistas ancestrais da Rússia.

     /#/ 5119

    >>5061
    >cristãos
    >nacionalistas
    É só ver os orfanatos com importados e acções dos Jesuítas em Portugal - ver pontos sj . Acho que Cáritas também importa pessoal para aqui. O melhor de tudo é o indiferentismo religioso que supostamente aplicam aos imigrantes que ao longo prazo vão retirar poder temporal, político à Igreja Católica em Portugal e patrimonial. Um exemplo disso da importação é que a RAINHA Joacine Katar até quer acabar com as aulas de EMR: inclusive EMRC, protestante evangélica, budismo, EM segundo os Ensinamentos Bahá'ís

     /#/ 5120

    >>5119
    >o indiferentismo religioso que supostamente aplicam à SELECÇÃO dos imigrantes que importam.
    É que nem sequer vão encher as igrejas nas eucaristias dominicais ou crl.

     /#/ 5125

    >>5051
    >trazer políticas de identidade importadas todas dos anglos
    isto

     /#/ 5126

    1573243594934.jpg  (36,22 KB, 295x484) ImgOps

    >>5116
    >filho, eu estudei o nazismo através dum montão de documentários, e tive a oportunidade de ir 2 vezes a israel, e lá eu estudei o judaísmo.

     /#/ 5131

    >>5126
    irrelevante. foca-te só na info que pus a seguir, tava só a justificar de onde a aprendi

     /#/ 5136

    kek

     /#/ 5137

    1573305846805.png  (416,62 KB, 768x768) ImgOps

    >>5136
    Baseado Ventura a proteger a Raínha!

     /#/ 5153

    1573334916289.png  (536,5 KB, 770x433) ImgOps




    Voltar[Resposta rápida]
    Apagar Comentário [ ]
    tudo b n int meta a c des fit pol t v ao br