tudo b br int a c des fit pol t v w meta

/pol/ - Política

Nome
Opção
Comentário
Ficheiro
Áudio Abrir gravador
  • Lê as Regras e o FAQ antes de participar.
  • Voltar  Arquivo 

    1600136234159.jpg  (112,22 KB, 618x412) ImgOps

     /#/ 18403

    Olha, o filme pedo está a ser defendido pela esquerda americana. FML, eles caíram no bait.

    https://www.youtube.com/watch?v=GvFyhqSE51A

     /#/ 18404

    >>18403
    Porque é que vocês ficaram tão triggered com este filme, ao ponto de quererem #Cancelar a netflix?
    Eu já vos disse que podemos ver isto no cytubo todos juntos quando quiserem. O filme tem vindo a receber boas críticas profissionais, talvez se o vissem também o achariam bom. Só um pensamento

     /#/ 18405

    1600137833647.png  (116,35 KB, 720x527) ImgOps

    >>18404
    Se eu postasse alguma cena desse filme aqui no xã, o angolano baniria por cp.

     /#/ 18406

    1600138900379.png  (12,13 KB, 201x259) ImgOps

    >>18405
    >Se eu postasse alguma cena desse filme aqui no xã, o angolano baniria por cp.
    Hã?
    É um filme da netflix, deixa-te de cenas

     /#/ 18407

    >>18406
    Filme de pedo

     /#/ 18408

    1600141915709.png  (1,34 MB, 772x800) ImgOps

    >>18407
    já viste?

     /#/ 18409

    >fml
    >cringe
    >bait
    >triggered
    >esquerda americana
    >link de youtuber literalmente quem
    poltados são o cancro dos chans

     /#/ 18410

    1600145448887.gif  (316,51 KB, 200x200) ImgOps

    Mas OP, a shoe0nhead era considerada de direita há uns anos, shillada no /pol/ do 4chan e e até apoiou o presidente estrunfo.
    OP confirmado como criança, mas isso percebe-se logo pela forma como escreves sem estabelecer relações temporais.

     /#/ 18412

    >>18410
    já viste o twitter? existem putos de 13 anos a postar memes do /pol/ e a dizer que são os "destruidores" da "esquerdalhada" e dos "comunistas"

     /#/ 18414

    >>18403
    O filme até tem uma mensagem conservadora, a miudita no fim do filme fica envergonhada daquela putice toda e começa a vestir-se e a comportar-se com o uma miúda normal de 11 anos.
    No entanto é absolutamente porco por parte de quem fez o filme por aquelas miúdas a fazer aquelas figuras, em breve vão para o secundário e faço ideia do que vão passar:
    >então entraste num filme porno
    >ei ó chavalinha faz um twerk já que tens experiência
    >ganda puta meuuu
    E obviamente por essa altura já a realizadora ganhou os prémios e lavou as mãos do assunto.

     /#/ 18417

    O que esta imagem me diz é que a Netflix sabe o que apela ao mercado americano. Porque isto não é normal.

    https://www.youtube.com/watch?v=exCNHEGnZ5M

     /#/ 18418

    >>18417
    "Esta" em "a do OP", já agora.

    E nem estou a falar dos atrasados do ptchan que "defendem" o filme para gatilhar alguém, estou a falar dos que o fazem a sério, que acreditam mesmo a sério no que dizem: vocês são pedófilos à espera de poderem dizer que são. Podem não ter a consciência disto mas se depois de ver o filme e depois de ver uma das várias análises como a de cima, ainda acreditam a sério que isto não está errado, estimo que acabem todos numa lista algures da PJ para ficarem sob vigilância. Porque são o tipo de pessoa que eu ficaria preocupado em deixar um filho meu sozinho convosco.

     /#/ 18420

    bom marketing por parte da Netflix, poltardos caem sempre que nem patinhos
    tal como quando fazem publicidade de graça quando um jogo tem uma personagem trans ou negra e depois esse jogo fatura muito €€€€€€€€
    não há nada mais fácil de manipular que massas indignadas na internet

     /#/ 18421

    >>18420
    Como é que a Netflix possivelmente ganha dinheiro com isto?

     /#/ 18424

    >>18420
    Tipo quê? as massas indignadas que proíbem o sinal "ok" ou o sapo pepe?
    Ou os que vêm "supremacia branca" em todo o lado.

     /#/ 18425

    >>18424
    Mas ninguém ganha dinheiro com isso, uma corporação é provocativa de propósito porque da guita e publicidade, meses de poltardos em espasmos com a tranny (que afinal não era uma tranny mas sim uma mulher mesmo) do jogo da PlayStation renderam à Sony muito dinheiro

    Achas mesmo que a equipa de marketing da Netflix, profissionais pagos a ouro não equacionaram a polémica que o cartaz ia gerar no seu plano? lmao.

     /#/ 18426

    >>18425
    *e se tivesse saído com o cartaz original nem sabias que o filme existia, saiu na França com o original e ninguém deu um pio

     /#/ 18428

    >>18426
    Então a Netflix usa propositadamente fotos pedoisco para chamar a atenção.
    E achas isso bem?

     /#/ 18429

    1600173483771.png  (151,62 KB, 747x335) ImgOps

    >>18404
    >>18406
    Ah, sim, os críticos profissionais...

     /#/ 18430

    >>18426
    Dos franceses eu não fico admirado. Em frança estão-se pouco a borrifar para isso. Filmes como La vie d'Adèle e o fantástico espectaculo de nudez e lambidelas lésbicas nunca aconteceriam se fosse feito pelos americanos. E nem me faças falar do Mektoub, My Love: Canto Uno, cujo moralismo idiota americana imposta à força já nos fodeu uma fantástica sequela.

     /#/ 18431

    1600174210868.jpg  (170,33 KB, 1411x434) ImgOps

    >>18430
    Além disso, eu também não iria ver se fosse pela capa apenas. Não gosto do típico filme de dança, parecem todos remastigados do mesmo molde. Com crianças só me dizia que seria ainda mais irritante.

     /#/ 18432

    Eu pensava que os esquerdolas odiavam corporações...

     /#/ 18433

    >>18403
    >le 1 avril au cinéma
    Este filme deve ter sido feito durante 2 anos, estrou em festivais em janeiro e anda a circular desde abril pelos cinemas e só setembro quando a netflix fez o tal de novo cartaz é que toda a gente acordou e ficou revoltada.

     /#/ 18434

    >>18404
    >Porque é que vocês ficaram tão triggered com este filme, ao ponto de quererem #Cancelar a netflix?
    Um: a "direita reaccionária", se tu assim lhe quiseres chamar, não tem as ferramentas para "cancelar" quem quer que seja. Dois: as pessoas estão engatilhadas porque isto é mais um de vários ataques concertados contra a decência básica com o objectivo de degradar, desmoralizar e francamente gozar da tua cara. Se isto parece-te admissível, seja, mas não te faças ignorante perante a moda histórica.

    >Eu já vos disse que podemos ver isto no cytubo todos juntos quando quiserem.

    Vê tu quantas vezes quiseres e diverte-te. Eu não quero saber do filme para nada.

    >O filme tem vindo a receber boas críticas profissionais, talvez se o vissem também o achariam bom.

    Ah, sim, a "crítica profissional", esses modelos de tudo o que é justo e bom. Sim, realmente nós somos todos demasiado burros para entender a propaganda, não é? Haja paciência.

     /#/ 18435

    >>18434
    Há filmes bem mais antigos e bem mais pesados que este, podes começar pelo Pretty Baby de 1978.

     /#/ 18436

    >>18410
    >Mas OP, a shoe0nhead era considerada de direita há uns anos, shillada no /pol/ do 4chan e e até apoiou o presidente estrunfo.
    Ela nunca foi de direita, não é que isso a mim me importe ou que isso a fosse validar ou o raio que o parta, mas ela nunca foi de direita. Ela está simplesmente do lado da política popular, e isso invariavelmente é a esquerda. Quando ela foi confrontada com a hipocrisia Democrata há uns anos atrás, ela simplesmente teve a consciência clara para o rejeitar porque outra vez (e isto não querendo minimizar a virtude pessoal dela) não era popular.

     /#/ 18437

    >>18435
    >Há filmes bem mais antigos e bem mais pesados que este, podes começar pelo Pretty Baby de 1978.
    Boa, mano, estás a querer dizer-me que a propaganda não começou agora? Mas que com a massificação da comunicação a consciência colectiva alastra muito mais depressa, daí o reaccionarismo da internet? Noção, rapaz.

     /#/ 18438

    >>18408
    Sim, e o filme por acaso é ainda pior do que parece. Visto que tens a miuda a postar nudes na net e vender a cona ao irmão.

     /#/ 18439

    A Casa de Elvas era uma crítica social sobre os alojamentos locais

     /#/ 18440

    >>18433
    Só um nicho é que segue os festivais. Este novo filme da gaja mamalhuda do true detective que agora não me lembro do nome anda há pelo menos 1 ano a rodar em festivais sem que nenhuma produtora lhe pegue para trazer para o publico mainstream, mesmo com a cena de nudez dela, a primeira a seguir ao true detective. E levou montes de cortes onde as cenas foram reduzidas, editadas ou cortadas.

    Ninguém quer saber de festivais.

     /#/ 18441

    >>18440
    Quando ao cinema, olha para a capa francesa. Estou curioso para saber os números disto nas salas de cinema, quem é que iria ver isto no cinema com tanta escolha que havia antes de terem fechado tudo. É muuto giro dizer que anda desde abril nos cinemas quando nomes maiores foram adiados por causa do covid, quanto mais estas coisas que quase nenhum cinema devia ter em exposição porque filmes de dança e cantorias não enchem salas.

     /#/ 18442

    >>18408
    assisti até a metade, muito ruim.

     /#/ 18443

    1600180496269.png  (217,06 KB, 640x222) ImgOps

    >>18403
    A esquerda mais radical a partir dos anos 50-60 sempre tentou aos poucos e poucos moralizar e defender sexo com os menores.
    Ainda hoje em dia tens os outros esquerdalhos como o Vaush(para ser sincero nem discordo muito com algumas das suas opiniões económicas) que gostam de usar a opinião popular que os pedos são maus para atacar quem não gosta, mas de vez em quando tentam sempre "normalizar" isso dentro do seu grupo e puxar uma conversa de vez em quando que vai: Ah, mas não há nada de mal em estar atraído a crianças.

    É normal estes tipos de coisas nascerem em França, visto que a sua doutrina filosófica pós-moderna foi em grande parte um grande reação á segunda guerra mundial.
    Todo o mundo intelectual naquela altura adorava justificar-se que as suas ideias eram "revolucionarias", e usavam esta palavra quase como marketing.
    Mas o que acontece é que em frança estes movimentos continuam sempre niches em grande maioria.

    Enfim, dentro da esquerda moralizar sobre pedos é sempre andar em cima de um campo de minas. E sinceramente sempre achei o cinema como a pior forma de "arte" para consumir.

    >>18404
    Eu sinceramente não estou a par dessas merdas do pássaro azul, mas achava que os multidões que cancelavam eram de "esquerda".

    >>18414
    Eu só vi uma pequena analise do filme, mas na minha opinião essa "mensagem" do filme sempre me pareceu uma desculpa, visto a descrição do filme e a velha formula da netflix de fazer sempre: Família-conservadora vs rapariga com libido-progressiva.
    A netflix adora fazer dinheiro com estas dicotomias pouco originais de progressivo/conservador e espetar cenas de sexo em todo o lado para pescar os jovens.

     /#/ 18444

    Para quem está defender esta coisa, proponho outro filme.

    https://www.imdb.com/title/tt1896788/

    My Little Princess da Eva Ionesco, um filme autobiográfico onde a realizadora conta a sua historia e da sua mãe fotografa, nos anos 70, onde a sexualidade livre era um chavão politicamente enviesado como agora e que só servia para proteger os pervertidos e subverter a "moral burguesa".
    Basicamente esta miúda, Eva foi musa dos pedos e a mãe dela, Irina Ionesco não tinha qualquer problema em sexualizar e fotografar a filha menor desde que isso rendesse, tanto dinheiro como "credito" social.

     /#/ 18445

    >>18444
    Foda-se. E ainda se admiram disto ter andado a rodar em França e aquela malta não tenha notado nada de estranho? Os franceses são todos comidos da cabeça com porras destas, tens actrizes a fazer nudez frontal na maior das descontras em curtas a ver-se dois palmos e meio para dentro da vulva e depois vão fazer séries para os americanos e usam merkins e jogos manhosos e luz e braços a tapar os mamilos porque as produtoras obrigam.

     /#/ 18446

    1600183858936.gif  (3,94 MB, 377x289) ImgOps

    >>18445
    Diz o Africano sobre franciu...
    Até parece que o cinema pretuguês tem menos nudez e aborda os temas de forma menos explicita.

     /#/ 18447

    >>18443
    A França (e muita da esfera ocidental) já estava em declínio desde o renascimento. O ponto de não retorno foi a revolução liberal.

     /#/ 18448

    >>18447
    O ponto de não retorno foi a eletricidade, foi aí que começaram a aparecer os degenerados.
    Rejeita a modernidade, abraça a tradição.

     /#/ 18449

    >>18448
    isto mas não-ironicamente

     /#/ 18450

    >>18447
    >>18448
    E o fogo, o fogo criou a degeneração no ocidente, o colapso da civilização ocidental, maldito raio que atingiu a árvore.

     /#/ 18451

    >>18450
    natureza é esquerdalha nojenta cuca beta sojada

     /#/ 18462

    >>18410
    Tipo, pro caralho velhofagote.

    A shoe nunca foi apoiante de Trump, apoiava o Bernie. E depois a Hillary.

     /#/ 18463

    >>18450
    >>18451
    >E o fogo
    Fogo levou ao cozinhar alimentos que levou à dentição atrofiada e complicações do sistema digestivo. Não é por acaso que quando estes alimentos progressivos do lado certo da história se tornaram parte do nosso dia a dia, deixámos de conseguir desenvolver e posicionar o terceiro molar, AKA dentes do siso, correctamente. Quanto mais desenvolvemos ferramentas, menos desenvolvemos como criaturas. Não é de surpreender que as pessoas mais progressivas são também as mais imaturas e agarradas a coisas de criança.
    Agora vão lá arrancar o 3º molar que a mamã compra-vos um gelado e um funkopop do Zelda, mas só se não chorarem! Não custa nada, no dia seguinte já podem tirar as selfies de boca aberta (sem o siso) que quiserem outra vez.

     /#/ 18464

    >>18463
    sizoletos são pura comédia.

     /#/ 18465

    1600207436744.jpg  (58,77 KB, 395x444) ImgOps

    >>18450
    >>18451
    >>18463
    Se calhar vocês andam perdidos, mas isto não é o /b/ e vocês até podem ser o Fernando Rocha do subrédite de onde vieram, mas o vosso sentido de humor onanístico é algo que só a vós vos entretém.

    Respeitem a tábua.

     /#/ 18466

    >>18465
    Não posso falar pelos outros anões mas eu estou a falar a sério. Civilização e progresso tecnológico opõem-se ao desenvolvimento do Homem enquanto criatura. Cheguei a esta conclusão procurando a raiz desta rivalidade aparentemente eterna entre progresso e tradição. Sim, "aparentemente" pois tem que ter um começo.
    Os conservadores comuns lutam apenas contra o dia de amanhã e defendem a geração de ontem, nem vendo que a geração anterior que tanto se esforçam para preservar era a geração do progresso e desenvolvimento do tempo dela, nem vendo de onde vem a força da chamada "degeneração". Assim o conservador defende tradições que não compreende, repete desorientadamente rituais cuja função não conhece e deixa-se humilhar quando a filha de 14 anos chega a casa com um negro de 32. "Angola é nossa!", consola-se ele a si mesmo, imaginando-se irmão do negro porque ambos têm um papelinho que diz que são Portugueses e portando de alguma forma próximos. O seu sangue, agora mais sujo do que nunca, é desvalorizado porque "nação" é o que se desenha no mapa.

    Nos anos 90 Portugal viu nascer um pequeno movimento que defendia um nacionalismo pré romano. Isto foi um grande passo em busca das raízes, em nada semelhante aos nacionalistas de /pol/ que defendem um amante de judeus que nem dinheiro quis gastar para comprar uma cadeira sem caruncho como o maior defensor da "nossa" identidade.
    Pois bem, eu dei o passo seguinte e conclui que civilização foi um desastre para a chamada Humanidade. E qual foi a mais mínima faisca que acendeu este incêndio onde todos ardemos?
    Pois bem meu amigo, pense, porque temos dentes do siso?

     /#/ 18467

    >>18465
    E não posso deixar de comentar: ironicamente o teu comentário em nada ajuda a defender a tua tábua do que não gostas de cá ver.
    >/b/
    >/rédite/
    >FR
    Com essas referências estás a fazer o que as pessoas que limpam o cu com papel higiénico fazem: as espalhar merda em si próprios.
    Aprende a pensar antes de falar, aprende a ler e a interpretar. Pode ser que um dia aprendas alguma coisa, puto.

     /#/ 18468

    1600213593712.jpg  (418,8 KB, 980x618) ImgOps

    >>18446
    Nós temos o mesmo problema mas não tanto como eles, eles metem porque "é arte" e nós porque sabemos que a puta do filme não rende tanto se não tiver lá mamas das noveleiras que toda a gente vê na TV. Olhem o filme "Fátima", do joão canijo, salvo erro. Uma cena completamente desnecessária no contexto, peregrinas a tomar banho e a correr de um lado pró outro sem jogos donde luzes ou manhas. Mas desde saras nortes a Rita blancos à actriz da pica do lado, Teresa Tavares, frontal, pelinhos e maminhas. Portugal faz o mesmo, se puder meter maminhas mete mas por fins económicos e publicidade. E claramente não somos tanto como eu queria que fossemos, quem me dera.

     /#/ 18469

    1600217221458.png  (496,65 KB, 808x853) ImgOps

    Boas seus macambúzios
    Põem o filme a dar no cytubo ou não hã?
    Cumpz

     /#/ 18472

    >este mundo...

    Tou só a ber

     /#/ 18487

    Então caralho vão meter o filme ou não?

     /#/ 18488

    >>18467
    >puto
    Adquire etiqueta, rapaz. Está mais do que na altura. Leva os teus comentários de lixo para o sítio do lixo.

     /#/ 18490

    1600289028971.jpg  (211,45 KB, 1080x1080) ImgOps




    Voltar[Resposta rápida]
    Apagar Comentário [ ]
    tudo b br int a c des fit pol t v w meta