/lop/ - Política, Sociedade, Religião

Sem relação alguma com o /pol/.


Nova Resposta
Nome
X
Sage
Mensagem*
Ficheiros Máx 2 ficheiros50MB total
Palavra-passe
[Responder]


db8474c1afae92a8f172156aaa045c52e41b8089ea3afa55579f093901eb7dc2.jpg
[Esconder] (15.8KB, 322x156) ImgOps
https://www.tsf.pt/mundo/dinamarca-aprova-envio-de-migrantes-para-paises-fora-da-europa-13799967.html
Quando é que isto chega a Portugal?
Respostas: >>96
images.jfif
[Esconder] (11.2KB, 188x269) ImgOps
>>93 (OP) 
<expulsa-se os imigrantes todos de Portugal
<economica Portuguesa colapsa no proximo dia
Não.
Os imigrantes pagam a pensão da tua avó.
Editado por Escondido
Respostas: >>100 >>108 >>122 >>203
>>96
Quando vocês começarem a perceber que emigrantes não são a mesma coisa que migrantes económicos e/ou ilegais, a coisa começa a funcionar. Refilar com isto é a mesma coisa que refilares com o facto de Portugal recusar asilo a todos os que chegam de barco ao Algarve. Só que o SEF não sabe deles neste momento porque fugiram todos enquanto esperamos que Marrocos os aceite de volta, coisa que não acontece.

Como é que um migrante destes ajuda a pagar a tua reforma quando nem legalizado quer ficar, quanto mais arranjar um trabalho?  A própria noticia diz "migrantes", não "emigrantes", já nem a CS junta tudo no mesmo saco. Mesmo aqueles que recebem asilo, se forem demasiados, tens um racio de entrada vs adultos funcionais que podem ajudar de merda porque mais de metade daquela gente não arranja emprego. E isto é a UE que o diz. São peso morto. Como é que pesos mortos ajudam a economia? Ou melhor, ajudam tanto como os neets no ptchan, com a diferença que até os refugiados adquirem de gajas brancas lavadas da cabeça.

No UK anda assim: https://www.ox.ac.uk/news/2019-04-25-new-report-explores-barriers-employment-refugees-and-%E2%80%98asylum-migrants%E2%80%99 Agora vai lá procurar no resto da UE para saboreares esses números. Já não basta os teus desempregados a mamar subs. ainda tens que aguentar os desempregados dos outros?
Já agora, OP, não chega. Todos os refugiados a sério que tu recebes são escolhidos a dedo e geralmente são famílias completas ou casais sem filhos. São aqueles que chegam de barcos grandes a lisboa ou que são enviados através dos canais oficiais da UE.
A maior parte destes países não passa apenas por isso, tem que lidar também com aqueles que chegam de barco a países com mar.  Isso leva a um descontrolo que tu não tens em Portugal e dificilmente vais ter a não ser que Marrocos comece a deixar acontecer o que deixou em Ceuta recentemente e isso é demasiado pouco provável porque não há um enclave nacional em terras marroquinas.

Por isso o máximo que podes receber é uns barcos de vez em quando, não terás magotes de pessoas a entrar como entram nestes países. Além disso, mesmo os de barcos no Allgarve vão acabar em breve já que o Cabrita anda a tratar com o governo Marroquino a opção de os mandar via avião a quem quiser pedir asilo. Não acaba a 100% mas deixam de ter muitos motivos para tentarem a sorte a não ser que queiram especialmente manter-se fora do Sistema.

E esses como os outros, não ajudam absolutamente nada às tuas reformas, economia ou turismo. Porque novamente migrantes económicos e/ou ilegais não são emigrantes. Muito menos precisas deles.
E a prova que estes migrantes são para evitar é que vários países estão a testar medidas de contenção para evitar que os barcos cheguem. Desde relatos de navios a pararem os Ubers das ONGs e a rebocarem os botes para águas internacionais outra vez ou por exemplo, na Grécia que andam a testar canhões de som (ainda não entendi bem a ideia mas presumo que aquela merda cause mau estar).

A UE percebeu que não dá para continuar a passar a ideia de que esta gente foge toda de uma guerrinha e precisam de ser salvos. Percebeu foi com 10 anos de atraso e já tens problemas que vão demorar décadas a resolver, se é que consegues resolver. Mas como têm o cu apertado pelas Extremas e o descontentamento das pessoas mais o facto de que a pandemia veio foder as contas ainda mais e de repente, o dinheiro já não chega para tudo, isto vai ser uma noticia de rodapé constante nos próximos dias:

Vais ver cada vez mais medidas destas contra os migrantes e quem apoia as ideias de continuar a receber esta gente como tem sido vai ter que lidar com isso. Gostam tanto de os ajudar, apanhem um avião para o médio-oriente ou para Africa e vão ajudar do lado de lá.
Respostas: >>117 >>122
197270caea1c30b36c9afa6f08b530309290cb189d0c995bc16037c27066421a.png
[Esconder] (209.8KB, 488x351) ImgOps
Lopes, vamos dar o nosso melhor para manter os fios dentro de tópico! Recordo que o Lopes não é um Brasilopes. Grato pela vossa participação.
>>96
Isso era se descontassem alguma coisa.
Respostas: >>109
ClipboardImage.png
[Esconder] (238.5KB, 753x464) ImgOps
>>108
Mais que tu.
Respostas: >>110 >>111 >>115
>>109
Onde é que isso diz que são refugiados?
População estrangeira conta tudo desde os reformados ingleses até aos condutores da Uber.
Respostas: >>111
>>110
Não diz porque ele não está a falar do mesmo assunto que o OP está e está a ignorar convenientemente que emigrantes legalizados não são a mesma coisa que refugiados ou migrantes.

O Estado nem sequer faz essas contagens, presumo eu. E mesmo que fizesse, quando mete familias de refugiados no interior para viverem da agricultura que todos sabemos que nem os portugueses normais conseguem fazer sem terem que receber subsidios para isso, ele nunca vai separar porque sabe que está fodido se começar a usar os exemplos dos migrantes que fogem ao SEF como "emigrantes que vos pagam as reformas", kek.

https://www.dn.pt/portugal/trabalho-na-agricultura-e-aposta-do-governo-para-integrar-refugiados-5018259.html

Tenta lá procurar dados sobre isto enquanto a gente finge que não estás a ser desonesto de propósito por falta de alternativas em manter essa propaganda, >>109.
Respostas: >>112
>>111
É uma chatice estes truques de língua que empregam para ofuscar o assunto.
Respostas: >>113
>>112
O próprio Estado separa refugiados de migrantes, separa migrantes de imigrantes e separa imigrantes de refugiados. Sem saber o contexto da imagem, no relatório original, é suposto acreditar que o OM não está a falar do mesmo tipo de pessoas que o OP ou o resto está.
Respostas: >>114
>>113
E a própria noticia do OP fala principalmente em requerentes de asilo que inclui TAMBÉM os refugiados. O equivalente nosso aos requerentes de asilo do tipo da noticia são precisamente os que chegam de botes ao algarve, não os que vêm de avião normal e fazem o pedido ao SEF.
Aquele gráfico vale zero neste tópico porque nem sequer é de imigrantes normais que a noticia do OP fala.
Respostas: >>115
>>114
Vou só deixar isto aqui e perguntar ao >>109 como crl é que o gráfico dele tem alguma coisa a ver com isto.

https://www.wort.lu/pt/portugal/o-maior-desafio-dos-refugiados-e-encontrar-emprego-6051ca6cde135b9236622792

E notem que o meu problema nem sequer é com estas pessoas que só querem viver em paz, são mais do que bem vindos se quiserem contribuir. O meu problema primário é com pessoas como o >>109 que acha que por deixar um gráfico tirado do esquerda.net as pessoas são idiotas o suficiente para não perceberem que está a falar de outra coisa e a tentar passar despercebido.

Imigrantes não são refugiados.
Migrantes não são imigrantes, muito menos aqueles que chegam de barco, o equivalente aos "requerentes de asilo" da noticia.
E o esquerdino grafitário desonesto só vai ter que lidar com isso.
Respostas: >>116
>>115
Refugiados não me pagam a reforma. Ponto. Não neste momento, não com a forma como os estamos a aproveitar. A partir daqui é propaganda política e ideológica.
Respostas: >>121
>>103
>Gostam tanto de os ajudar, apanhem um avião para o médio-oriente ou para Africa e vão ajudar do lado de lá.
Eu digo mais, se gostam tanto de os ajudar comecem a dar-lhes um quarto em casa para eles começarem a vida. É muito giro morar em condomínios fechados em zonas ricas e importar para o país gente com a qual nunca têm de interagir. Curiosamente, a plebe que mora nos subúrbios e em certas zonas do interior e tem de facto de conviver com eles não acha piada nenhuma e vota desproporcionalmente em partidos que prometem acabar com a palhaçada.
Isto nem devia precisar de ser discutido. O povo português em zonas com muito migrantes quer que eles se ponham no caralho. O governo só tem é de servir o povo e fazer isso acontecer. E não, a opinião de quem não convive com eles não devia contar. É tão simples quanto isso.
342b12c879628c68eda9c69bb332acc3871a1beade5fff30518b9041f634691e.jpg
[Esconder] (354.2KB, 1200x1755) ImgOps
Enquanto cônsul em Havana Eça de Queiroz escreveu uma pequena coisa obscura chamada A Emigração como Força Civilizadora, deviam ler, se encontrarem.
Respostas: >>119 >>120 >>123
>>118
Acho que é melhor repetir, pois pelos vistos tu és incapaz de compreender. Este fio é sobre migrantes, não imigrantes ou emigrantes. E ninguém quer saber do que o Eça escreveu há um século atrás. Ele vivia numa sociedade completamente diferente.
>>118
É um bom relatório/livro que continua a valer a pena ler, mas já tem mais de 100 anos e por isso várias coisas estão desatualizadas. A imigração de hoje em dia é diferente da imigração da altura, por exemplo, hoje tens um estado social para sustentar membros menos produtivos, e existe também uma facilidade muito maior de emigrar de forma ilegal do que na altura. Só isso muda completamente o contexto das coisas. A obra de Eça era relevante na altura, hoje, nem tanto.
20210606-112449.jpg
[Esconder] (219.4KB, 696x627) ImgOps
>>116
Nem ciganos
>>96
>Os refugiados e migrantes que vivem numa barraca no interior a apanhar fruta para um agrobeto rico que não se tem de preocupar em dar-lhes comida sequer é que estão a pagar a pensão.
Limão
Não só não ajudam a economia como ainda não dão razão para os agrobetos ricos aumentarem os salários e ajudarem a reviver aquelas zonas. 

>>103
A medida de acolher os refugiados para ajudar esses países já nem pega. É a mesma coisa que tentar vencer a fome em africa simplesmente enviando comida feita de cá e ignorar o resto. Sem estar a fazer algum tipo de investimento ou tentativa de tornar esses países autossuficientes, acolher refugiados se for preciso só ajuda a perpetuar os governos em africa que deixaram aquilo acontecer.

Quem faz muito disto acontecer é a Nato, UE e amigos que gostam muito de falar em trazer "multiculturalismo" enquanto metem sanções contra todos os países que não respeitam os seus ideais e ironicamente causam ainda mais fome e pobreza. E só agora é que estão a ver a bosteira que fizeram quando olhas para africa e tens os países a pedirem empréstimos à China para fazerem os projetos e não aos bancos Europeus.
>>118
Presumo que já o tenhas lido. Que tipo de migrantes ele fala? Ou fala apenas de emigrantes/imigrantes
>>124
Não sei se as coisas são assim tão lineares, já ouvi essa conversa a ser dita pelo Bernie e até uma noticia qualquer de os salários aumentarem na irlanda devio à falta de mão de obra nas áreas de trolha e derivados próximos. Mas não sei se Portugal tem economia para conseguir aguentar isso da mesma forma.

É um tópico que acho sempre um pouco mal contado, normalmente é sempre feito para apoiar outra narrativa politica maior e tem sempre muitos fatores quando vão analisar. Uns dizem que faz mal outros dizem que não afeta nada.
Acho que em alguns casos particulares e certos trabalhos uma descida nos migrantes podia descer o custo das rendas e aumentar a qualidade de certos trabalhos que são muito mal pagos, uma situação parecida quando a peste negra entrou na europa e aumentou a procura e qualidade de vida dos aldeões.
Mas cada caso é um caso e nada te diz que os patrões e investidores vão sempre comportar-se da mesma forma ou conseguir aumentar os salários.
>>96
>Não.
Os imigrantes pagam a pensão da tua avó.


Ele não sabe porque é que antigamente os avós dele tinham 9 irmãos em vez de 1.

Ele não sabe que a reforma é uma medida que substituiu esse fenómeno e que não passa de um esquema de Ponzi.

><economica Portuguesa colapsa no proximo dia

não sabia que apanhar morangos, fazer kebabs e viver em casas feitas pelo estado era tão essencial para a economia

obrigado

cumpes
1587577996976.jpg
(6.8KB, 149x191) ImgOps
>todos a discutir qual o melhor tipo de bucko para aceitar no pais quando a resposta é obviamente que não deve entrar ninguém

24 respostas | 7 ficheiros
A conectar...
Ações

Ações:

Captcha:

Instruções
NotíciasRegrasFAQ