tudo i br int a c des fit t v w 3d meta

/i/ - Internet

codificação por cores a partir de identificação numérica
Nome
Opção
Comentário
Especial
Ficheiro
Áudio Abrir gravador
  • Lê as Regras e o FAQ antes de participar.
  • Voltar  Arquivo 

    1614030121419.png  (405,44 KB, 1451x2048) ImgOps

     /#/ 15828650 🔥

    Recomendem livros

    >Pica relatada

     /#/ 158287

    Chico no Tico

     /#/ 158291

    1614030581799.jpg  (53,16 KB, 290x174) ImgOps

    Bom fio.

     /#/ 158296

    1614031306562.jpg  (74,56 KB, 981x654) ImgOps

    >antígona

     /#/ 158297

    1614031379992.jpg  (107,11 KB, 500x739) ImgOps


     /#/ 158300

    1614031554643.jpeg  (11,08 KB, 181x278) ImgOps


     /#/ 158312

    >>158297

    Não ler as edições da Antígona. Não vales nada.

     /#/ 158314

    >>158286
    Mais um pedante que quer dar uma de intelectual.

    Apostava 2 Costões em como nunca sequer pegaste nesse livro quanto mais lê-lo.

    >>158296
    Tenho que concordar. Têm um bom catálogo, mas muitas das traduções que oferecem quase que dão vontade de arrancar os olhos.

     /#/ 158315

    >>158296
    É uma boa edição, seu homem-criança.

    >>158300
    Muito curioso, nunca cheguei a ler Hermann Hesse.

     /#/ 158316

    >>158297
    >>158300

    Para ver as recomendações genéricas n.º 928377392 basta-me abrir o facebook, twitter ou ver uma qualquer lista de livros a ler.

     /#/ 158317

    >>158315
    A tradução deixa a desejar. Mas quando só se domina e mal o português, compreende-se que digas isso.

     /#/ 158318

    1614033091532.jpg  (15,06 KB, 309x474) ImgOps

    >>158314
    >Apostava 2 Costões em como nunca sequer pegaste nesse livro quanto mais lê-lo.

    Li-o em 2019, numa altura em que li uns 40 e tal livros desse calibre em 6 meses porque estava deprimido para caralho e ler era a única coisa que me tirava da cama.

    Pica relatada, outro livro (mais ou menos) relacionado com o Propagandas do Ellul. Alguém já leu o volume 2?

     /#/ 158320

    >>158318
    Menos larpanço.

    Até que tivesses lido, ler desse conteúdo à quantidade vale 0. Isso tem que ser digerido e entendido.

     /#/ 158321

    >>158318
    O único outro livro que vale a pena do Ellul é o Technological Society.

     /#/ 158323

    >>158316
    Não pediste as recomendações hipsters do underground nº283649. Para a próxima sê mais específico.

     /#/ 158324

    1614033728555.jpg  (10,27 KB, 225x300) ImgOps


     /#/ 158325

    1614033753370.jpg  (27,81 KB, 250x400) ImgOps


     /#/ 158326

    1614033795109.png  (370,01 KB, 920x1290) ImgOps


     /#/ 158327

    >>158323
    Não se trata de ser hipster. O 1984 é daqueles que devem ser lidos mas os restantes encontras na entrada de qualquer livraria. Recomendações dessas são básicas.

     /#/ 158329

    >>158325
    >>158326

    >t. putos pontiagudos

     /#/ 158330

    1614033922312-0.jpeg  (10,14 KB, 320x487) ImgOps

    1614033922312-1.jpeg  (10,95 KB, 320x489) ImgOps

    1614033922312-2.jpeg  (37,37 KB, 320x484) ImgOps

    1614033922312-3.jpg  (322,3 KB, 1227x2012) ImgOps


     /#/ 158332

    1614033974259-0.png  (355,9 KB, 320x484) ImgOps

    1614033974259-1.png  (264,14 KB, 320x481) ImgOps

    1614033974259-2.jpeg  (22,02 KB, 320x492) ImgOps

    1614033974259-3.jpeg  (18,13 KB, 320x487) ImgOps

    coise

     /#/ 158333

    1614034006285-0.jpeg  (14,32 KB, 320x499) ImgOps

    1614034006285-1.jpeg  (15,49 KB, 320x480) ImgOps

    1614034006285-2.jpeg  (29,42 KB, 320x472) ImgOps

    1614034006285-3.jpeg  (21,4 KB, 320x499) ImgOps

    mais coises

     /#/ 158334

    1614034006642.jpg  (19,39 KB, 224x346) ImgOps

    >>158329
    este tamb+em é bom

     /#/ 158335

    >>158327
    Tu é que te dirigiste a mim, eu só recomendei o 1984.

     /#/ 158336

    1614034046468-0.jpeg  (9,89 KB, 320x467) ImgOps

    1614034046468-1.jpeg  (21,97 KB, 320x455) ImgOps

    1614034046468-2.jpeg  (32,29 KB, 320x493) ImgOps

    1614034046468-3.jpeg  (39,99 KB, 320x503) ImgOps

    coises mais

     /#/ 158337

    >>158330
    Só merda foda-se

     /#/ 158338

    1614034081506-0.png  (444,18 KB, 320x488) ImgOps

    1614034081506-1.jpeg  (20,45 KB, 320x483) ImgOps

    1614034081506-2.jpeg  (21,39 KB, 320x493) ImgOps

    >>158335
    Menos choro.

     /#/ 158339

    1614034118672.jpg  (153,02 KB, 1200x1854) ImgOps

    >>158334
    agora a sério

     /#/ 158340

    1614034134750.jpg  (60,37 KB, 300x463) ImgOps


     /#/ 158354

    vocês são todos bué genéricos

     /#/ 158357

    1614034752474.png  (124,18 KB, 215x336) ImgOps

    >>158317
    Boa, mas eu leio em português, espanhol, francês e inglês. Só não sou esquisito como tu, se vejo um livro daqueles numa livraria compro e leio. A edição é competente, e um livro analítico do género não sofre tanto com a tradução quanto um romance ou um livro poético, ou um livro filosófico de um autor com uma linguagem idiossincrática como o Nietzsche ou o Adorno. Aí até te levo mais a sério se me falares de problemas de tradução.

    >>158320
    Está bem, mas eu sinto ter lido e "digerido" bem os conteúdos, já que livros estavam todos relacionados uns com os outros.

    Na altura tinha encontrada uma lista de livros que mais influenciaram o meu intelectual favorito (pica relatada) e botei-me a comprar livros relacionados com as temáticas que ele aborda. Na verdade, é muito bom ler "à quantidade" se os livros que estás a ler estão relacionados uns com os outros, porque leva-te a ter uma visão relacional das várias ideias, abordagens, pontos de vistas, e formas de enquadrar as temáticas.

    Também abuso completamente dos meus livros com notas a lápis.

    >>158321
    Nunca li, tenho de ver. É a temática que mais me fascina.

    >>158323
    Não ligues.

    >>158330
    >>158332
    Recomendações baseadas. Tenho de ler mais sobre inteligência artificial.

    >>158339
    >asq por muito que condene as acções do homem, não consigo deixar de concordar com as premissas centrais do manifesto

    >>158340
    Fala-nos um pouco sobre o livro.

     /#/ 158358

    >>158354
    Que recomendas, caro danone iluminado?

     /#/ 158359

    1614034909381.jpg  (14,95 KB, 286x360) ImgOps

    >>158354
    >vocês são todos bué genéricos
    >bué

     /#/ 158360

    1614034943989-0.jpg  (389,83 KB, 1684x2560) ImgOps

    1614034943989-1.jpeg  (52,01 KB, 300x472) ImgOps

    1614034943989-2.jpg  (23,64 KB, 340x340) ImgOps


     /#/ 158362

    >>158339
    Isto foi a inspiração para aquele filme, o Into The Wild, não foi?

     /#/ 158363

    1614035048267.png  (305,8 KB, 330x500) ImgOps

    Recomendo este.

     /#/ 158366

    1614035252116.jpg  (48,3 KB, 524x814) ImgOps

    Já agora, tenho curiosidade em saber as opiniões dos danones em relação ao camarada Saramago.

    >>158360
    >Political Tribes: Group Instinct and The Fate of Nations
    >A Direita e as Direitas

    Parecem interessantes

    >>158363
    Queque

     /#/ 158367

    >>158330
    os livros da fundação Francisco Manuel dos Santos são muito bons e super acessíveis.

     /#/ 158368

    >>158357
    >>asq por muito que condene as acções do homem

    deixa de ser maricas

     /#/ 158370

    >>158360
    >starship troopers
    o filme é melhor, o autor do livre é um literal fascista, paul verhoven pelo contrário fez uma coisa interessante com o filme

     /#/ 158371

    1614035630590.jpg  (34,36 KB, 600x360) ImgOps

    >>bué
    os putos já não dizem isso?

     /#/ 158372

    >>158357
    >Fala-nos um pouco sobre o livro.
    fala das mesmas coisas que o ted kaczinski

     /#/ 158374

    >>158368
    Não é ser maricas, é apenas não ter uma inclinação para a sociopatia.

    >>158297
    O Orwell é porreiro, mas acho que o Admirável Novo Mundo do Huxley é mais relevante, no sentido em que parece ter uma visão mais profunda da direcção para onde as nossas sociedades cada vez mais tecnocráticas parecem estar a caminhar.

     /#/ 158375

    >>158357
    >bla bla bla leio várias línguas

    >Só lê edições de merda.


    kek

    >e botei-me a comprar livros relacionados com as temáticas que ele aborda


    és mais um poseur que veio praí à procura de cimavotos para esfregar na pila

    >>158370
    startship troopers é sobrevalorizado
    o homem estranho é melhor

     /#/ 158376

    >>158374
    és um conas

    >O Orwell é porreiro, mas acho que o Admirável Novo Mundo do Huxley é mais relevante


    és um super conas
    os dois livros são icónicos na forma como abordam a visão do futuro

    >as nossas sociedades cada vez mais tecnocráticas


    se tinha dúvidas, agora tenho a certeza que és um pedante merdoso

     /#/ 158377

    >>158375
    >és mais um poseur que veio praí à procura de cimavotos para esfregar na pila

    Ok, ok, como queiras. Não te esqueças de tomar os teus comprimidos.

    >>158376
    São os dois icónicos, ninguém disse o contrário. E ok, podemos comparar e contrastar as visões distópicas dos dois. Ou então podemos desvairar em insultos. Que engatilhamento, volta para o caralivro.

     /#/ 158379

    >>158374
    >>158374
    >O Orwell é porreiro, mas acho que o Admirável Novo Mundo do Huxley é mais relevante
    que opinião mais genérica, pareces eu 10 anos atrás

     /#/ 158380

    >>158377
    >São os dois icónicos, ninguém disse o contrário. E ok, podemos comparar e contrastar as visões distópicas dos dois. Ou então podemos desvairar em insultos. Que engatilhamento, volta para o caralivro.

    >>O Orwell é porreiro, mas acho que o Admirável Novo Mundo do Huxley é mais relevante


    kek queres parecer um intelectual muito lido mas só pigarreias merda

     /#/ 158384

    1614036787996.jpg  (488,19 KB, 2137x3155) ImgOps

    para mim são livros em que o mc anda pela cidade e olha fixamente para árvores

     /#/ 158385

    >>158384
    A minha parte preferida desse livro é quando ele fala sobre o quanto gosta de apanhar papéis aleatórios do chão.

     /#/ 158387

    >>158325
    Como é que eu arranjo forma de viver na floresta com uma fofinha autista como o Varg fez?

     /#/ 158389

    1614037184290.png  (682,57 KB, 500x500) ImgOps

    >>158387
    Sem fofinha sempre podes sacar um Walden

     /#/ 158390

    >>158384
    mais um poseur do ptchina
    fodasse são mais que as mães

     /#/ 158391

    >>158379
    Genérica? Normalmente vejo o 1984 ser mais favorecido.

    O que eu prefiro no Huxley é que ele vê o "Admirável Novo Mundo" surgir a partir de forças impessoais inerentes à modernização, enquanto que o Orwell tende a concentrar-se em dinâmicas de poder, tiranos parasíticos totalitários.

    O Huxley vê o Admirável Novo Mundo como a tendência natural de um mundo moderno cada vez mais sobrepopulado e por conseguinte cada vez mais sujeito à necessidade de organização burocrática e poder centralizado. (Ele fala disso nesta entrevista muito baseada: https://www.youtube.com/watch?v=alasBxZsb40)

    O totalitarismo do Huxley é bem diferente do do Orwell. Acho-o mais congruente com o modernismo global.

    >>158384
    Sempre evitei ler os existencialistas mas acho que chegou a altura…Tens mais sugestões?

     /#/ 158392

    >>158391
    >Sempre evitei ler os existencialistas mas acho que chegou a altura…Tens mais sugestões?
    Camus

     /#/ 158393

    >>158391
    >Tens mais sugestões
    começa a fumar muito e vestir-te só de núbio

     /#/ 158395

    1614037461955.png  (139,49 KB, 500x700) ImgOps

    Boas
    Li pica relatada há uns dias
    Sim, li em inglês. Lida
    Esporrei muito
    Cumps

    >>158392
    Isso é para putos do secundário

     /#/ 158399

    >>158395
    >Isso é para putos do secundário
    Mas quê? Camus quando escreveu tinha em mente putos do secundário?

    Deixa de ser idiota, os livros dele são bons para todas as idades.

     /#/ 158400

    >>158395
    Já devia ter desconfiado que era o panão que gaba o fagote do houellebecq com a outra posta sobre o visgarolho do sartre

    Podem abandonar o fio que os dois panascas a partir de agora vão bater punhetas pseudo intelectuais um ao outro a falar de merdas que nem para limpar o rabo serviam.

    Deixem-nos só começar a falar do porcaria do foucault

     /#/ 158402

    >>158399
    >Deixa de ser idiota, os livros dele são bons para todas as idades.

    Por um puto de 14 anos a ler O Mito de Sísifo.

     /#/ 158403

    >>158400
    Não sou os outros panascas (sou o >>158399) mas até curti das cenas do Foucault.
    Qual é o problema dele?

     /#/ 158404

    >>158395
    >Isso é para putos do secundário

    Isso era a mentalidade que eu tinha, achava o Sartre e o Camus meio querinje. Mas também achava que o Nietzsche não era um filósofo a sério, e agora vejo que era literalmente retardado.

    Entretanto cresci.

     /#/ 158406

    >>158404
    >Mas também achava que o Nietzsche não era um filósofo a sério, e agora vejo que era literalmente retardado.
    Não foi o Nietzsche que morreu virgínio, nunca saiu da cidade dele e morreu a cair do cavalo?

     /#/ 158407

    1614037819683.jpg  (31,76 KB, 256x240) ImgOps

    >>158395
    >Isso é para putos do secundário

     /#/ 158409

    >>158406
    Hm, acho que não? Mas é capaz de ter morrido virgínio.

     /#/ 158410

    >>158406
    Não é verdade, mas isso é literalmente eu

     /#/ 158415

    >>158410
    Descansa em paz, irmão.

     /#/ 158418

    >>158406
    Ele teve de facto um acidente com um cavalo, mas saiu da sua cidade. E é pouco provável que fosse virgínio até à morte

     /#/ 158420

    >fio sobre livros
    >como relojoaria os homosexos desempregados das faculdades de letras vêm bater punhetas uns aos outros a ver quem é o mais pedante deles todos

     /#/ 158421

    >>158420
    Sugestão: Contribui ou cala-te.
    Cumps

     /#/ 158422

    >>158420
    É este o meu problema com a literatura. Eu gosto de ler e até leio semi-regularmente mas é algo que não faço questão de falar aos outros porque parece que há sempre uma competição para ver quem é o leitor mais superior, irra.

     /#/ 158423

    >>158420
    em primeiro lugar eu sou um stemfagote desempregado, e em segundo lugar quem me dera um fofinho para bater punhetas juntos

     /#/ 158425

    1614038413626.png  (219,25 KB, 269x390) ImgOps

    Alguém me recomende um livro que seja fácil de ler em alemão.
    Tenho estado a aprender e acho que estou perto de dar o próximo passo.
    A minha pele até já está a esbranquiçar.

     /#/ 158428

    >>158421
    Mata-te.
    Já contribui.
    Cumps.

     /#/ 158430

    >>158428
    >Mata-te.
    isso não é nada fácil sabias? se ao menos o continente vendesse armas, aí sim, mas neste país comunista não se pode

     /#/ 158431

    >>158425
    Baseado de ti, tens estar a aprender por conta própria ou tens aulas?

    Sempre quis aprender mas não tenho tempo = não tenho auto-disciplina suficiente para o fazer.

    >>158422
    Se postares opiniões sobre livros em vez de queixumes vais estar mais bem servido.

    Não me leves a mal, mas acho que essa mania de ver tudo como uma competição é sinal de insegurança.

     /#/ 158432

    >>158425
    Junger, Storm of Steel
    Não ironicamente as edições Alemãs são as únicas com o texto integral

     /#/ 158433

    >>158431
    >Não me leves a mal, mas acho que essa mania de ver tudo como uma competição é sinal de insegurança.


    >entretanto vem para aqui competir sobre que tradução de kafka é a melhor


    nunca mudes ptchina

     /#/ 158434

    >>158431
    >Não me leves a mal, mas acho que essa mania de ver tudo como uma competição é sinal de insegurança.
    Basta ver pelo tipo de conversas que vês aqui, e mesmo na vida real é o suficiente para eu revirar os olhos.
    Estou a ler "Thinking fast and slow" do Daniel Kahneman

     /#/ 158435

    1614038839348.png  (1,34 MB, 1028x1454) ImgOps

    >>158431
    Neste momento estou a usar Duolingo (já estou perto de terminar), Anki (programa de flashcards) e ando a estudar gramática por um manual (pica relatada).
    >>158432
    Obrigado, danone. Já li esse em inglês. Talvez assim seja mais fácil de ler em alemão.

     /#/ 158437

    >>158434
    >Estou a ler "MERDA"

     /#/ 158439

    >>158431
    Ah sim, de certeza que um nóbel da economia é merda, dito por um falhado do ptchan.

     /#/ 158440

    >>158435
    >Neste momento estou a usar Duolingo (já estou perto de terminar), Anki (programa de flashcards) e ando a estudar gramática por um manual (pica relatada).


    Vais ter um duro acordar que esses programas cancaros dão a impressão de que se aprende alguma coisa mas na realidade servem de muito pouco.
    Aprendes mais a apontar as 100 palavras mais comuns, e depois as outras cem e as outras cem e por aí fora.

     /#/ 158441

    >>158440
    Nunca usei duolingo mas tanto nas aulas de alemão quando de francês os professores disseram que é muito bom para aprender as bases das línguas mas que depois é preciso algo mais.

     /#/ 158442

    >>158441
    Falar com alguém nativo é a maneira mais rápida de aprender a língua. Aprendi mais nuns pares de semanas que andei a malhar uma alemã do que em aulas, programas e afins.

    Devia ter ido com ela pra Alemanha.

     /#/ 158443

    Teste

     /#/ 158444

    >>158443
    funcionou?

     /#/ 158445

    >>158443
    Deslizaste?

     /#/ 158446

    >>158442
    Se tiveste aulas antes é possível que as fodas com a alemã tenham ajudado a consolidar a língua mas se não tinhas as bases não é em conversas que vais aprender quais são os nomes masculinos/femininos/neutros, temos verbais e outras merdas aborrecidas do estilo.

     /#/ 158447

    >>158404
    Tuas opiniões no secundário eram mais acertadas. Acontece. Quando estava no secundário achava que imageboards eram para idiotas e que não valiam um segundo do meu tempo.

     /#/ 158448

    >>158440
    O Anki é excelente para memorizar palavras.

    >>158442
    Imersão e contacto directo é imprescindível, mas apostar numa base teórica sólida e no enriquecimento activo de vocabulário acelera imensamente o processo.

    >>158437
    Isto >>158439, já me recomendaram muitas vezes o livro e parece ser bem interessante. Porque é que é merda?

     /#/ 158449

    >>158446
    >o imigrantes borros de trás os montes nunca aprendem a falar alemão

    okay zoomer

     /#/ 158450

    >>158449
    Os imigrantes não aprenderam alemão em "nuns pares de semanas" de certeza.

     /#/ 158452

    >>158448
    >Porque é que é merda?

    Merda banhada a ouro continua a ser merda.

     /#/ 158453

    >>158450
    Alguns, até dos mais burros em menos de um mês aprendem o suficiente para se desenrascarem, compreenderem e serem compreendido.

     /#/ 158454

    >>158420
    O pior é que são um deles anda a shillar para não fotocopiar os livros com a ameaça da ASAE. Devem ter algum colega licenciado em Estudos Culturais a trabalhar na Bertrand ou em layoff numa livraria independente ou pai na Editora Lidel.

     /#/ 158456

    >>158454
    >são Devem

     /#/ 158457

    >>158453
    Não me parece.
    Conheço pessoas inteligentes na Holanda que têm aulas semanais da língua há mais de 1 ano no país a viver e a trabalhar, a ter aulas bi-semanais e mesmo assim não se sentem totalmente confiantes para falar.
    Desenrascar? Frases básicas tipo ir ao tasco pedir uma cerveja e entender +- o contexto duma conversa ainda acredito mas se me dizes que um par de semanas chega com uma fofinha, por mais intensivo que seja, chegue para aprender alemão, eu vou achar que és um génio ou que não estás a dizer a verdade.

     /#/ 158458

    1614040017353.jpeg  (112,51 KB, 465x744) ImgOps

    >>158447
    Retira o que disseste. O Nietzsche é o filósofo mais baseado que alguma vez existiu.

    >ser o Nietzsche

    >asq quando o teu QI é tão grande que até Kant é um retardado para ti

    >>158452
    Profundo.

     /#/ 158459

    >>158314
    >Mais um pedante que quer dar uma de intelectual.
    O absoluto estado de insegurança

     /#/ 158460

    >>158457
    >pessoas inteligentes
    >aulas
    >mais de um ano
    >não terem confiança para falar

    Tenho uma dica.
    Não são inteligentes.

     /#/ 158463

    >>158458
    Nietzsche é um mémiu para os zoomers pontiagudos.

     /#/ 158464

    >>158435
    >ele pensa que aprende alemão com o duolingo e o anki
    O tempo que gastas nesse jogo do duolingo podias estar a usar para aprender mesmo alemão. O anki não é mau mas vocabulário sem o resto não vais lá.

     /#/ 158465

    1614040212026.png  (8,22 MB, 1743x2560) ImgOps

    tu vais ler
    tu vais gostar
    tu vais te converter

     /#/ 158467

    >>158464
    >O anki não é mau mas vocabulário sem o resto não vais lá.
    Então porkek achas que eu ando a estudar por um manual de gramática?

     /#/ 158469

    >>158460
    Não sei, cheira-me que duas pessoas que sabem 4 línguas e têm cargos de importância em 2 das maiores empresas da Holanda têm algum mérito. Sendo que uma delas nem sequer tem licenciatura e mesmo assim ocupa cargos que doutores gostariam.
    Não estou a dizer que a inteligência venha do trabalho ou da língua, mas quando se tratam de pessoas que não são de famílias influentes e se ergueram sozinhas acho que são bons indicadores de inteligência e eu conheço-os melhor do que isso para saber que são inteligentes.

     /#/ 158471

    >>158463
    Caralho, não me engatilhes.

    >>158465
    Um muçulmano ofereceu-me um Corão uma vez quando estive nos médios orientes. Quando nos despedimos, ele disse que nos voltaríamos a ver no céu.

    >asq sou aceite pelo Islamismo

    >sentebem

    >>158467
    Queque.

    Gramática
    Vocabulário
    Imersão
    Diálogo

    Tudo o que precisas.

     /#/ 158476

    >>158471
    que regiões dos médios orientes visitaste? quero muito ir, quem sabe um dia
    como foi a experiência? lêste o Corão?
    conta-me

     /#/ 158480

    >>158471
    >Imersão
    É por isto que pedi um livro neste fio. Também posso ver vídeos alemães no tutube.
    >Diálogo
    Infelizmente isso é impossível devido ao meu autismo.

     /#/ 158488

    1614040803718.jpg  (69 KB, 1920x1080) ImgOps

    >>158445
    >>158444
    Não sei. Ainda estou a tentar perceber o que é o deslizar. É tudo muito confuso e estou cansado.

     /#/ 158489

    >>158469
    Aposto que se formos a ver bem até ganharam prémios nobel, são multimilionáriso, presidentes de multinacionais e mais uns quantos títulos.

    Ter uma ocupação qualquer de relevo não significa inteligencia. Infelizmente.

    >Sendo que uma delas nem sequer tem licenciatura


    >Não estou a dizer que a inteligência venha do trabalho ou da língua, mas quando se tratam de pessoas que não são de famílias influentes e se ergueram sozinhas acho que são bons indicadores de inteligência e eu conheço-os melhor do que isso para saber que são inteligentes.


    Não, são indicadores de dedicação e trabalho. De louvar. Mas não passam de bestas de carga.

     /#/ 158494

    >>158471
    >Caralho, não me engatilhes.

    Nixe é um mémiu para zoomers pontiagudos.

    >Um muçulmano ofereceu-me um Corão uma vez quando estive nos médios orientes. Quando nos despedimos, ele disse que nos voltaríamos a ver no céu.


    Larp. Um muçulmano nunca na vida deixa um não muçulmano tocar num corão.

     /#/ 158498

    >>158489
    >Ter uma ocupação qualquer de relevo não significa inteligencia. Infelizmente.
    Eu disse exactamente isto no meu post, não significa mas poderá indicar, especialmente para pessoas que vieram "do nada".
    Podes crer que onde eles estão podes ser muito esforçado e trabalhador que não vais lá se não tiveres inteligência.

    No entanto perdeu-se o ponto, o que eu quis dizer é que sem bases não aprendes alemão em um par de semanas a estar com uma fofinha. Ou tu tinhas bases previamente e o contacto com ela serviu para aprimorar o conhecimento, ou és um génio ou me estás a espetar a peta.

     /#/ 158500

    >>158489
    t. contrariano que não tem razão mas que luta até à última

     /#/ 158501

    >>158498
    >1 ano de aulas
    >não aprendem a língua

    Não são inteligentes.

     /#/ 158505

    >>158501
    Não disse que não aprenderam, disse que não se sentem totalmente confiantes para falar no dia-a-dia

     /#/ 158506

    >>158505
    Não são inteligentes.

     /#/ 158507

    >>158506
    Pronto, se tu o dizes eu acredito.

     /#/ 158511

    >>158506
    Eu também valorizo mais a tua opinião formada a partir de poucas postas em relação à do danone que os conhece pessoalmente.

     /#/ 158512

    1614042204289-0.jpeg  (108,66 KB, 700x902) ImgOps

    1614042204289-1.jpg  (79,51 KB, 404x617) ImgOps

    1614042204289-2.jpg  (165,73 KB, 768x544) ImgOps

    1614042204289-3.jpg  (206,32 KB, 736x900) ImgOps

    Há algum poeta mais baseado que este?

    Desculpa, Camões

     /#/ 158525

    1614043577850.jpg  (57 KB, 807x535) ImgOps

    >>158458
    O Heideger discorda que exista um tempo onde possas aplicar epistemologia ou a aleteia e definir quem é mais baseado. Porque a mente que faz de ti baseado é ela própria um utensílio sujeito à tua vontade, logo não podemos dizer objectivamente quem é que baseado se não conseguimos identificar a raiz do ser que emana a base.
    >>158512
    Baseado Guilherme núbio.

     /#/ 158530

    >>158525
    Não percebi nada mas euri com a mistura de Heidegger com baseamento.

    >a raiz do ser que emana a base.

     /#/ 158582

    1614076548522.jpg  (210,32 KB, 555x658) ImgOps


     /#/ 158583

    1614076875176.png  (367,94 KB, 364x600) ImgOps


     /#/ 158585

    1614076978420.png  (129,98 KB, 886x1254) ImgOps


     /#/ 158613

    Vale a pena ler o rapaz do pijama às riscas?

     /#/ 158614


     /#/ 158616

    1614086114582-0.png  (557,73 KB, 476x601) ImgOps

    1614086114582-1.png  (516,92 KB, 479x593) ImgOps

    1614086114582-2.png  (502,09 KB, 478x595) ImgOps

    1614086114582-3.png  (695,37 KB, 601x596) ImgOps

    Li estes livros todos num ano e recomendo. Deixo também 2 fotos com o meu gato

     /#/ 158619

    So há fagotes de filosofia aqui?

    Livros históricos alguém recomenda?
    Deixo aqui alguns que li e recomendo:

    Os Romanov de Simon Sebag Montefiore

    Guns Of August Barbara Tuchman

    Reino de Portugal José Brandão

     /#/ 158620

    Sinto que se postasse a minha estante aqui me tornava rei da tábua por isso deixo-vos na vossa.

     /#/ 158621

    1614087076948.png  (701 B, 54x24) ImgOps

    >>158620
    Posta. Pica relatada é a minha.
    Cumpes

     /#/ 158624

    1614088186858.jpg  (24,56 KB, 500x358) ImgOps

    >>158616
    >Todos esses livros infames
    >80% são sobre feminismo e teoria racial e classes
    >Único livro de Marx é o manifesto
    Isto só pode ter sido uma gaja hiperboreana do passarinho azul que tentou postar para impressionar o seu grupinho haha.

    Ainda me lembro de ver inúmeras vezes pessoas a mandar vir com a pesquisa que muitos desses livros têm e o quão maus são os seus argumentos.

     /#/ 158628

    >ler

     /#/ 158629

    >>158616
    Também tens champanhe contigo?

     /#/ 158636

    >>158616
    >aquela quantidade de garrafas de álcool no fundo
    Enjoa cirrose seu intelectualóide de 3a.
    <ter um gato
    absoluto querinje
    Cumpes.

     /#/ 158640

    >>158616
    sacou as picas do instagramas do Diogo Faro.

    sábio&escondido.

     /#/ 158645

    >>158582
    Fiz um trabalho dessa merda

     /#/ 158651

    1614092570037-0.jpeg  (35,15 KB, 500x775) ImgOps

    1614092570037-1.jpg  (42,57 KB, 330x500) ImgOps

    1614092570037-2.jpg  (33,78 KB, 473x704) ImgOps

    1614092570037-3.jpeg  (17,2 KB, 250x378) ImgOps

    >>158613
    Foi dos primeiros livros "a sério" que li quando era puto. Gostei.

    >>158616
    Isco e falso, mas daí aproveita-se
    Sentir & Saber, António Damásio
    Profit Over People, Chomsky
    Caim, Saramago
    A Morte de Ivan Ilitch, Tolstoi
    As Intermitências da Morte, Saramago
    Psicopolítica, Byung-Chul Han
    O Mito de Sífio, Albert Camus

    >>158619
    Picas relatada, gosto muito destes volumes.

    Um outro livro, que não é propriamente um texto-livro de história mas que acho muito relevante aos nossos dias, é Age of Anger do Pankaj Mishra. É mais ou menos uma genealogia crítica do modernismo liberal e dos efeitos que tem vindo a ter à escala global desde o Iluminismo.

     /#/ 158653

    >>158616
    só livros de merda
    mais um sensivelmente idiota

     /#/ 158655

    1614093303416-0.jpg  (795,91 KB, 720x1520) ImgOps

    1614093303416-1.jpg  (785,56 KB, 720x1520) ImgOps

    Julguem-me.
    Cumps

     /#/ 158657

    >>158645
    Faculdade? Qual?

     /#/ 158658

    >>158621
    Mais logo posto. Quero ver a reação dos danones. Só vi genéricos até agora.
    Vou puxar o canhão na hora certa.

     /#/ 158659

    >>158640
    >>158651
    Querem o quê? Desde que o pessoal no início do fio recomendou livros que nunca leram e não usou >>>/c/, a minha sugestão é igualmente válida. Pelo menos, tirem uma foto com temposelo

     /#/ 158660

    >>158655
    90% livros mémius
    assusta-me a fraca qualidade da leitura do ptchina

     /#/ 158661

    >>158660
    Ok,
    Cumps

     /#/ 158664

    >>158655
    Tens aí muitas obras boas, mas não percebo muito bem esse fascínio que tens pela literatura inglesa, preferia passar o meu verão a ler Marcel Proust pela segunda vez do que pegar no Infinite Jest ou em Shakespeare, James Joyce é capaz de ser desses poucos que tenha curiosidade em ler mas acho que não tenho o nível de inglês para conseguir apreciar as suas obras como Ulisses.

    >>158651
    >Age of Anger
    Só de olhar para a capa e o estilo parece uma ganda nojeira de livro, tem todas as bandeiras vermelhas daqueles livros modernos de comentário social contemporâneo vindo do esgoto.


    >>158659
    >a minha sugestão é igualmente válida
    Ninguém disse o contrário. É simplesmente uma merda.

     /#/ 158666

    >>158664
    >não percebo muito bem esse fascínio que tens pela literatura inglesa

    Compreendo que não te identifiques com isso, mas Shakespeare lido no inglês arcaico original é muito especial. Um génio.

    E o Infinite Jest é outra obra-prima moderna extremamente relevante, retrata a vida americana da pós-modernidade de uma forma muito actual. Raro ver livros deste calibre serem publicados depois de 1990s.

    Podem não estar na tua esfera de interesses neste momento, mas não deixam de ser livros geniais de autores geniais.

    >>158664
    Boas, não julgar o livro pela capa. A capa não é culpa do autor, é culpa da editora.

     /#/ 158667

    1614096142432.jpg  (31 KB, 333x499) ImgOps

    >>158366
    Todos os Nomes é top Saramago. Também gostei da Caverna, embora já o tenha lido há uma porrada de anos
    Agora estou a ler o pica relacionada.
    Apesar dos memés, é bastante ok para formar uma noção geral sobre o tema

     /#/ 158671

    >>158664
    >obras boas

    não
    lixo pseudo intelectual que não enriquece em nada

     /#/ 158672

    >E o Infinite Jest é outra obra-prima moderna extremamente relevante, retrata a vida americana da pós-modernidade de uma forma muito actual. Raro ver livros deste calibre serem publicados depois de 1990s.

    risos
    és um estúpido inculto

     /#/ 158674

    >>158672
    >>158666
    Infinite Jest é só mais ou menos. Tem os seus momentos.
    Esse gajo era realmente bom nos ensaios e (alguma) ficção curta, mas também só às vezes

     /#/ 158675

    1614097304832.png  (37,29 KB, 1045x137) ImgOps


     /#/ 158676

    1614097310443.jpg  (1,04 MB, 1722x2530) ImgOps

    eu gostei deste

     /#/ 158677

    >>158674
    >Infinite Jest é só mais ou menos.
    Hm, discordo, acho que é mesmo um trabalho literário extremamente bem escrito e extremamente original que provavelmente vai ser ainda mais apreciado daqui a uns tempos. O DFW era um autor muito presciente.

     /#/ 158678

    DadosDados 14, 38 = 52

    >>158675
    Rapaz, deste agora um grande tiro no pé, porque esse excerto aplica-se também a ti... ou tu já escrever algum livro?

     /#/ 158679

    >>158678
    Não dei tiro no pé nenhum, porque não sou eu que estou armado em crítico literário e a denegrir autores como Shakespeare.

     /#/ 158682

    >>158675
    hurrr durr não podes criticar

    >>158677
    Era presciente nos ensaios, sim. Mas achei o infinite jest um longo exercício masturbatório, em que o aclamado herói da "nova sinceridade" não é capaz de parar de exibir o seu onanismo e pós-modernismo-demasiado-inteligente por um segundo. Acho que ele não tem praticamente nada de especial a dizer nesse livro além de te dar umas cotoveladas como quem diz, "heheh viste o que eu fiz aqui? Não sou mesmo um génio torturado? heheheh".
    Por acaso não acabei o Pale King, mas pareceu-me que aí sim, ele ia a caminho de concretizar o que não conseguiu no IJ

     /#/ 158684

    >>158682
    >hurrr durr não podes criticar

    Podes. Fiz referência à tua posta por acidente em >>158675, mas comentários como

    >lixo pseudo intelectual

    >és um estúpido inculto

    são de tão baixo esforço que nem sei se chegam a ser "críticas."

    >Mas achei o infinite jest um longo exercício masturbatório


    Percebo o porquê de achares isso, mas não tenho essa percepção. Acho o livro muito imersivo, com enredos muito bem construídos. E essa coisa da "nova sinceridade" para mim é só mais um même, nunca tenho isso em mente quando leio o IJ.

     /#/ 158701

    >>158684
    Não ligues, danone. Essa do "pseudo intelectual" é apenas ignorância, não é uma crítica. São pessoas que percebem o quão ignorantes são e não têm mais nada a dizer a não ser assumir essa ignorância.

     /#/ 158702

    >>158675
    Errado, eu consigo determinar que tu és um cepo sem nunca ter comido a tua mãe.

     /#/ 158719

    >>158684
    >>158701

    Estão a dizer isso quando literalmente perdem tempo a ler um Punheta Infinita quando podiam estar a ler obras intemporais sobre o Homem e o seu lugar na História.

    Morram.

     /#/ 158736

    >>158719
    Piada em ti. Tudo o que leio são posts neste redesítio. E deixa-me que te diga que é tão enriquecedor que chega perfeitamente.

     /#/ 158742




    Voltar[Resposta rápida]
    Apagar Comentário [ ]
    tudo i br int a c des fit t v w 3d meta