/con/ - consultório

nunca serás uma adolescente


Nova Resposta
Sage
X
Mensagem
Ficheiros Máx 4 ficheiros100MB total
Palavra-passe
[Responder]


Aviso: >>>/meta/10480

213 544 545 / 912 802 669


stop-corporate-bullying.jpg
[Esconder] (230.1KB, 800x533) ImgOps
Como é que vocês sobrevivem a trabalhar com gente má e intriguista?

Estou mesmo triste porque adoro o meu trabalho, ganho bastante bem (sobretudo em comissões) mas odeio os meus colegas e sinto me quase como se fosse um alvo a abater.

Quando comecei no trabalho, eram todos muito simpáticos, faziam piadas e até me convidaram para tomar copos mas reparei que desde há uns dias para cá que mudou tudo e ouvi-os falar mal de mim e sei que uma tentou dissimuladamente foder-me com um cliente hoje. 

O problema é que sou literalmente autista social e não sei o que hei de fazer para me impor, são quase todas mulheres, o que me dificulta ainda mais porque tenho medo de ser bruto demais.
1625231394227.webm
[Esconder] (1.7MB, 426x426, 00:12) ImgOps
>2021
>não ser sociopata
Nunca se ganha confiança com colegas de trabalho. Ainda por cima referes joguinhos psicológicos no trabalho isso é logo bandeira vermelha. 
Estás aí para ganhar o teu e se puderes foder uns pelo caminho para teu ganho próprio então melhor. Porque se não fores tu, vai ser outro.
>são quase todas mulheres
Não te podes deixar rebaixar por cona. Quando sentirem que te têm na mão já é tarde demais. Pelo que descreves então é mesmo tarde demais, ainda por cima tentaram-te encavar com um cliente. Já perderam todo e qualquer respeito por ti. Tenta arranjar outro emprego ou comer uma delas, se conseguires.
>faz queixinhas ao chefe
>Despede as putas
>Ganhas mais confiança do chefe
>Quiçá ganhar mais
>As outras potas poem-se no sitio
>???
>Profiteroles

2 respostas | 2 ficheiros
A conectar...
Ações

Ações:

Captcha:

Instruções
NotíciasRegrasFAQLegal/DMCADoar

Todas as marcas registadas, direitos de autor, comentários e ficheiros neste site são propriedade e responsabilidade dos seus respectivos autores e proprietários. Só um louco levaria o que aqui é escrito a sério.