/con/ - consultório

nunca serás uma adolescente


Nova Resposta
Sage
X
Mensagem
Ficheiros Máx 4 ficheiros100MB total
Palavra-passe
[Responder]


Aviso: >>>/meta/10480

213 544 545 / 912 802 669


No básico era alguém feliz, social e diga-se algo garanhão. No meu 7º,8º e 9º além de ter perdido a virgindade dei xoxos a 8 raparigas diferentes, tendo tido relações com 3.

Isto foi o meu auge, daqui foi sempre a descer.

No 10º termino uma relação que tinha desde o final do 8º. A única longa que tive até os dias de hoje.
Passei estes 3 anos com dificuldade em fazer amigas ou sequer atrair alguém ao ponto de fuder. Fiz amizades e algumas que se aguentam até aos dias de hoje.
Consigo terminar o 12º mas por causa dos exames negativos não tive nota de entrada para onde queria. Com isto vi toda a gente a andar em frente e eu a ficar para trás.

Foi um ano terrível, sintia-me burro e infeliz, foi um ano que perdi.

No entanto lá consegui de no ano seguinte entrar num curso, foram 3 anos de estudar, jogar e pouco mais. Não aproveitei a lincenciatura, não fiz um único amigo embora durante o período letivo lá está...era social e tentava mas sempre tive o azar (culpa própria talvez) de estar com pessoas que pouco saiam e pouco se mexiam para fazer o que fosse. Termino a licenciatura com ainda menos amizades e praticamente só falava com 2 ou 3 raparigas. Nestes 3 anos aproveito e tiro a carta de condução a pensar que a vida vai melhorar. Quão errado estava...
Entro em mestrado a pensar que finalmente as coisas iam melhorar, mas não, 2 anos monótonos que praticamente não fiz amizades que durassem mas sempre mantendo o espirito social e a tentar, mas novamente tenho o azar de apanhar pessoas introvertidas que não mexem palha.
Encontrar trabalho, pessoas parecem divertidas, fazemos algumas aventuras e copadas com alguma regularidade, isto quando o meu grupo original de "amigos/as" pouco ou nada faz em grupo.
Chegou o meu dia de aniversário, nem 1 alma me desejou os parabéns, mesmo aqueles que pareciam ser "amigos" e receberam a notificação na merda do facebook a dizer que fazia anos. Mais de 20 pessoas, nem 1, nem o meu chefe visto ser ele a pessoa que normalmente no nosso chat de grupo começava por abrir as hostes de parabéns a qualquer pessoa.
Daqui, novamente negativismo começa a pairar na minha cabeça e a sentir-me infeliz e miserável. Não consigo entender, não puxo ninguém para o lado mas no entanto parece que só atraio as pessoas erradas para a minha vida.
Quero alguém com quem sair e não tenho.
Quero alguém com quem ir a um espaço tipo museu, cinema e não tenho.
Tenho amigos? Não, tenho é pessoas que por azar têm que levar comigo no seu grupo mas com tempo começo a perceber que pouco ou nada querem saber de mim.
Estou no ginásio também e vai fazer 3 anos, mas nada mudou, músculos e pouco gordura não equivale a pessoas novas automaticamente.
Fast-forward e isto é a minha vida, Sábado de tarde e estou aqui a postar no ptchan porque não há vivalma para poder passar uma tarde a fazer algo

TL;DR
>feliz e social no básico
>termina relação de 2 anos e meio no 10º
>secundário sem fuder e com poucos amigos
>não entrar na licenciatura por falta de exames para entrar
>perder 1 ano e conseguir, mas vida não melhora
>licenciatura em que só estudava, jogava e socializava durante o período letivo
>terminar licenciatura, vida não melhora
>tirar carta, vida não melhora
>mestrado sem ter feito um único amigo embora socializa-se na boa
>terminar mestrado vida não melhora
>encontrar emprego, parecer ter encontrado finalmente pessoas porreiras, quão errado estava, não querem saber na realidade
>ter trabalho, vida não melhora
>ir para o ginásio, vida não melhora
>passo fim de semanas sozinho sem ninguém com quem me divertir e mesmo tentando enviar mensagens para fazer algo não é reciproco, existe sempre alguma desculpa

Extra: Nem vale a pena falar da vida amorosa/sexual, já começa a ser inferior a 0

Começo a pensar que o problema sou eu, mas não sei o que fazer mais. 
Ser mais amigável não resulta, ser mais afastado não resulta, ser proativo não resulta, ser passivo não resulta.

Mais um ano assim, e sei a solução para isto...
Esqueci-me de dizer que tenho 26 anos. Podem pensar que há uma vida pela frente, mas caríssimos, não há
ok normalóide
>começo a pensar que o problema sou eu

Pelo menos não estás em denial. Consigo perceber-te. Estás estagnado
Respostas: >>266
>>265
Já agora, parabéns atrasados danone
>wtf já não fodo há um tempinho isto é tipo tão mau sinto-me tão alienado ;_;
kek

Olha que não se vai de Chade para o que raios tu és agora sem razão.
Vou dar algumas possibilidades:
>não cresceste e ficaste um manoleto com altura de rapaz de 8º ano
-
>a tua personalidade foi à merda e és insuportável
-
>algo aconteceu à tua cara
-
>começaste a perder cabelo
-
>simplesmente não tentas

Algum destes deve ser
Respostas: >>268
>>267
Chad é alguém que está bem consigo mesmo e ajuda outros a atingir o mesmo patamar e ver o melhor neles mesmos. Nunca disse que era isso

>não cresceste e ficaste um manoleto com altura de rapaz de 8º ano
- Tenho 1.86 segundo o cc, vale o que vale
>a tua personalidade foi à merda e és insuportável
- já pensei nisto mas não acredito que seja chato, tento sempre meter conversa e ouvir os outros, pelo menos considero a segunda parte ser um dos meus fortes
>algo aconteceu à tua cara
- não
>começaste a perder cabelo
- não
>simplesmente não tentas
- não vou tentar até levar pessoas à exaustão, a minha regra é tentar 3 vezes para o mesmo pedido, fora isso já não é reciproco o interesse
Respostas: >>269
>>268
>Chad é alguém que está bem consigo mesmo e ajuda outros a atingir o mesmo patamar e ver o melhor neles mesmos.
Sim, Chade não é aquele gajo alto todo bom com um harem atrás - é na verdade um macho geneticamente inferior que está bem consigo mesmo e ajuda os outros a ver o melhor neles mesmos.
Lulz, porkek normalóides são tão azulpilados?

7 respostas | 0 ficheiros
A conectar...
Ações

Ações:

Captcha:

Instruções
NotíciasRegrasFAQLegal/DMCADoar

Todas as marcas registadas, direitos de autor, comentários e ficheiros neste site são propriedade e responsabilidade dos seus respectivos autores e proprietários. Só um louco levaria o que aqui é escrito a sério.