tudo b int meta a c des fit pol t v ao br mo

/br/ - Brasil

Opção
Comentário
Ficheiro
Embutir
  • Lê as Regras e o FAQ antes de participar.
  • Voltar  Arquivo 

    1575323955363.png  (322,56 KB, 682x510) ImgOps

     /#/ 6591

    É muito ruim ser racista no Bostil. Você sai na rua e se depara com uma legião de pardos, trirraciais e prectos. Se disser alguma coisa a respeito em voz alta, certamente será espancado pelos macacos e depois preso pela polícia por crime de ódio. As universidades e cargos públicos estão lotadas desses COR DE MERDA vagabundos e burros devido ao sistema de cotas para bandidos.
    Somente morando na roça em uma cidadezinha do interior de Sancta Khatarina para ficar livre da PESTE FRIDA, porque até em ambientes da classe alta esses vermes já estão se infiltrando. Maldita seja a escravidão africana, que trouxe esse chorume em forma de gente para as Américas. E maldito sejam os portugueses doentes mentais, que ao contrário dos nobres ingleses - que repudiavam a miscigenação - praticaram zoofilia adoidados com as gorilas horrorosas e deram origem ao mar de pardos que existe hoje em dia. Esse povo leva subdesenvolvimento e baixo Q.I. para onde vão, destroem e degeneram tudo a que têm acesso, além de praticar crimes como furtos, assaltos, estupros e homicídios.
    O certo seria eles terem ficado na maldita África comendo terra, praticando canibalismo e morrendo de AIDS.
    Pardo nem é raça, é um híbrido de uma raça superior como uma inferior. É uma mistura, é o vira lata humano. É o resultado de uma relação doentia entre pessoas completamente perturbadas, imorais, psicopatas e inconsequentes.

     /#/ 6593

    1575325106531.jpg  (182,61 KB, 1080x1260) ImgOps

    >Danouní mi djiceram quí ucê falou prá gentxi voutá prá África, num vai fazê isso comigo,vai?

     /#/ 6594

    1575326280384.jpg  (97,53 KB, 392x495) ImgOps

    >>6593
    msm fofinha
    pena que esse gordo seboso arruina a foto

     /#/ 6595

    Se você for rico é bem fácil evitar essa gente.
    Em qualquer condomínio de classe média alta 90% dos moradores são brancos.

     /#/ 6596

    >>6593
    Macaca feia do caralho. Vai dar um banho de cera nas putas portuguesas cabeludas e para de correr atrás de bife rolê.

     /#/ 6597

    >>6591
    também é horrível ser racista em Portugal
    Neste país temos de tratar os prectos como seres superiores ou então somos acusados de discriminação.
    Lisboa é sem dúvida a pior cidade, cheia de prectos e ainda amostras decentes de todas as outras raças odiáveis. É um exemplo de Portugal(e Europa) em processo de auto-destruição civilizacional.

     /#/ 6598

    >>6593
    Você pertence aos meus braços, minha deusa de ébano.

     /#/ 6600

    ók nazinga

     /#/ 6620

    >>6600
    >ók
    Preto é burro mesmo. Nem com cota esses filhos da puta sabem escrever uma simples frase corretamente. Agora eu entendo os tugas quando eles dizem que os brasileiros estragaram o idioma.

     /#/ 6621

    >>6620
    Você já viu como os nativos de língua inglesa escrevem nos chans deles? Você acha que alguém quer saber de erros ortográficos para se sentir superior fora dos chans br? Desde que não escreva sempre como um idiota ninguém quer saber meu caro, isso é um ambiente de entretenimento.
    Esse negro colocou o acento de propósito como brincadeira e vem você todo revoltado achando que isso é assunto sério.

     /#/ 6622

    >>6621
    >nativos de língua inglesa
    Quem garante que não são estrangeiros escrevendo em inglês?

     /#/ 6633

    >>6621
    Releve a impertinência dele, crias de chans brasileiros são demasiadamente bitolados.

     /#/ 6636

    Volte pro 55 nazipardo.

    A idade média dos usuários de chans BR não é maior que 16.

     /#/ 6637

    >>6636
    Pelo menos sabemos isolar o vocativo.

     /#/ 6645

    1575586147520.gif  (825,5 KB, 500x400) ImgOps

    >>6620
    ók nazinga

     /#/ 6650

    >>6637
    >muh portugues correto

    Alá cria do 55 kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk



    Voltar[Resposta rápida]
    Apagar Comentário [ ]
    tudo b int meta a c des fit pol t v ao br mo